PUBLICIDADE
Notícias

Abrindo a caixa-preta

18:25 | 30/08/2017

O Conselho Nacional de Justiça vai revelar em breve altos salários da turma da toga em todo o País. Expirou ontem o prazo para os tribunais enviarem ao CNJ os valores dos vencimentos conforme determinação da presidente órgão, ministra Cármen Lúcia. Procurado pela Coluna, o CNJ informou que por ora “não há novidades”. A portaria Nº 63, assinada pela ministra Cármen Lúcia, prevê que a partir de setembro todos os tribunais do País encaminharão cópia dos contracheques até cinco dias após o pagamento aos magistrados.

Super-salários

Parado desde dezembro, o projeto que acaba com os super-salários só deverá ser votado no plenário da Câmara em outubro. Foi aprovada pelo Senado há oito meses.

CAIXA preta 2

Continua a novela da Caixa, que evita revelar o quanto pagou de patrocínios para eventos nos últimos dois anos. Nem pela Lei de Acesso à Informação passou os dados.

Dantas x Protógenes

O delegado licenciado Protógenes Queiroz, que tenta retornar à PF, foi condenado em 1ª instância a 10 meses de prisão em regime aberto por caluniar o banqueiro Daniel Dantas. Foi com base no conteúdo de uma palestra de Protógenes em São Caetano (SP), então deputado federal em 2015, sobre o combate à corrupção e a operação Satiagraha.

Defesa

Protógenes, que atualmente mora na Suíça, rebate a sentença e cita que o juiz desconsiderou o fato de que à época ele era parlamentar federal com imunidade. Diz que a sentença atropelou a jurisprudência do STF e do STJ. A pena de prisão foi revertida em pagamento de 15 salários mínimos a entidade beneficente de sua escolha.

Batalha baiana

Deputados peemedebistas já avisaram que condicionarão o apoio ao presidente Michel Temer à destituição do ministro tucano Antonio Imbassahy, da Secretaria de Governo. Não há dúvidas no Palácio de que há dedo de Geddel Lima no pedido de guilhotina para Imbassahy. Tem a ver com a batalha baiana por holofotes e poder eleitoral no Estado.

Cobiça

Além da Secretaria de Governo da Presidência, ocupada por Imbassahy, o PMDB passou a cobiçar nos últimos dias a chefia do ministério da Agricultura.

Temer segura

Blairo Maggi (PP) deixou o cargo à disposição do presidente Temer após a devastadora delação premiada do ex-governador do Mato Grosso Silval Barbosa. Temer o segura.

Multas & leniências

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) propõe em seu parecer da MP 784 a destinação de recursos de multas e acordos de leniência para a educação e a saúde. A medida, já em vigor, ampliou os poderes punitivos do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários no caso de infrações administrativas.

Críticas

A MP, que aumentou de R$ 250 mil para R$ 2 bilhões o valor das multas que poderão ser aplicadas às instituições financeiras tramita sob duras críticas; prevê a possibilidade de assinatura de acordos de leniência sem a participação do Ministério Público.

Câmara trava

Mais de 1.500 pessoas assinaram no domingo, na Av. Paulista, o abaixo-assinado em apoio à PEC 412 – a que dá autonomia à Polícia Federal. O documento já chega a 500 mil. Os delegados pressionam a Câmara para votar a proposta parada na Casa.

ACM

Fufam os tambores dos terreiros e os coros das Igrejas para o 4 de setembro em Salvador, quando os baianos homenageia ACM, que completaria 90 anos.

Google-aula

Presidente do Google no Brasil, Fabio Coelho ministra aula inaugural para os alunos da Estácio hoje no campus Tom Jobim, na Barra da Tijuca, com transmissão ao vivo.

Ponto Final

“No PTB defendemos a privatização das estatais, pois quanto maior o Estado, mais corrupto o Governo. Nós não apadrinharemos estatólatras”.

Do presidente do PTB e ex-deputado mensaleiro Roberto Jefferson (RJ)

TAGS