PUBLICIDADE
Notícias

Gestão eleitoreira

17:09 | 24/07/2017

De olho nas eleições de 2018, quando deverá lançar seu nome para o Governo de Pernambuco, o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), usa o cargo, sem cerimônia, para agradar seu reduto eleitoral. Nos últimos dois meses, o tucano privilegiou o Estado natal com cerca de R$ 1 bilhão em recursos para a construção de unidades habitacionais do Minha Casa Minha Vida, obras de saneamento, concessão do Cartão Reforma e outros programas da pasta que comanda há um ano e dois meses.

Nossa Casa

No início de junho, Bruno Araújo foi ao Estado anunciar a liberação de R$ 201 milhões do programa Minha Casa Minha Vida.

Guarda-chuva$

Os recursos foram para a construção de 468 casas nos municípios de Barreiros e 57 em Jurema – cidades atingidas pelas chuvas.

Palanque

Na mesma semana, o ministro tucano voltou ao Estado para comunicar “a liberação do maior volume de investimentos em obras de saneamento para o biênio 2017/2018”.

Racha dos prefeitos

Alinhada ao Planalto, a Confederação Nacional dos Municípios evitou criticar o “decreto do arrocho” do Governo. A Frente Nacional dos Prefeitos, presidida por Jonas Donizete (PSB), de Campinas, posicionou “descontentamento com a postura do Governo de cobrir o rombo federal sem contemplar os demais entes federados”.

Efeito Moro

O Partido dos Trabalhadores recebeu mais de 3 mil pedidos de filiação desde a condenação do ex-presidente Lula da Silva pelo juiz Sérgio Moro. O PT atribui os isso ao “papel da aguerrida militância do PT em resistir aos ataques contra sua liderança”.

Tem coisa aí

Mergulhada numa crise econômica e social, a Venezuela esbanja mundo afora. Um jatinho Gulfstream (US$ 65 milhões, o mais barato) desceu ontem no aeroporto de Maringá (PR). A bordo, um ministro venezuelano, revelou o blog do Rigon.

Detalhe

Havia ‘carga’ no jato, flagrado em foto. O aeroporto de Maringá é regional e não opera voos internacionais – e por isso não tem alfândega federal ou posto da PF.

Só gogó

O Ministério Público do Trabalho ameaçou, mas ainda nem sinal de recorrer ao Supremo Tribunal Federal contra a reforma trabalhista do Governo de Michel Temer.

Indenização de Fronteira

Em meio à crise e ao sucateamento, policiais federais pressionam o Governo pela regulamentação da Lei nº 12.855/13, que institui indenização para agentes que atuam em fronteiras e locais com baixos Índices de Desenvolvimento Humano.

Desgaste

O vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Flávio Werneck, aponta: “O trabalho na fronteira compreende desgaste físico e mental, devido ao risco da atividade. Além disso, também precisam ser consideradas as dificuldades de levar sua estrutura familiar para essas áreas”.

Bolso-Lula

Gaiatos adversários de Jair Bolsonaro, que cresce nas pesquisas sem ainda ter se lançado ao Planalto, espalham áudio de discurso seu, de anos atrás, propalando que, depois de se decepcionar com Ciro Gomes, votou no ‘cumpanhêro Lula’.

Meirelles

Embora negue até para os mais próximos – e repita que só quer viver em paz em seus dois apartamentos no Rio – o ministro Henrique Meirelles está cada dia mais candidato à sucessão de Temer no Palácio.

Ponto Final

“Governo (Temer) reproduz orçamento do Governo do PT e população paga com aumento de impostos”

Do líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO)

TAGS