PUBLICIDADE
Notícias

Para gringo ver

12:00 | 21/06/2017

O governo e empresários da Noruega, que investiram de seu dinheiro US$ 1 bilhão num fundo de preservação da Amazônia, controlado pelo Brasil, não engoliram o veto do presidente Michel Temer às MPs 756 e 758 – que abririam espaço em florestas nacionais do Pará para pecuária, mineração, e risco de grilagem e vendas de glebas. Eles acompanham o cenário político e vão cobrar Temer esse discurso ‘para gringo ver’: Com uma mão ele vetou, mas com a outra avalizou a base a apresentar um projeto de lei com o mesmo teor – que vai passar e será sancionado por ele em alguns meses. Na segunda, a Coluna revelou a carta desabafo do ministro do Meio Ambiente da Noruega.

Engana mal

Ou seja, Temer ganhou tempo para, na visita oficial a Oslo, dizer que vetou. Mas não convenceu os noruegueses. Eles sabem que ele representa a bancada ruralista.

Utopia

Para quem acredita em Justiça, mude de País. O corporativismo grita – alertamos que o Conselho de Ética blindou Aécio Neves. Ele não será cassado, apesar das evidências.

Inteligência..

A facção criminosa paulista que se expandiu pelo País entrou forte no Acre. Estratégia. Mapeou rotas de entrada de drogas, listou os traficantes locais e matou 40 deles.

38 primaveras

Veja o que faz uma visita oficial ao país sério como a Noruega. O presidente Michel Temer promulgou no último dia 16, no decreto nº 9.080, a ‘Convenção sobre a Conservação das Espécies Migratórias de Animais Silvestres’. O Governo do Brasil foi signatário da mesma em Bonn, em 23 de junho de... 1979.

PF x corrupção

Os delegados de Polícia Federal, da ADPF, realizam em capitais série de Simpósio de Combate à Corrupção. São Paulo sediará uma, em novembro, nas Faculdades Integradas Rio Branco. A turma de primeira linha vai discutir planos e debater o cenário atual.

País da muamba

Para 65% dos brasileiros, comprar produtos contrabandeados financia o crime, mostra pesquisa inédita a pedido do Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade; 46% disseram já ter adquirido mercadorias que entraram no País ilegalmente.

Bolso conta

O preço dessas mercadorias é o maior atrativo para os consumidores, já que 67% deles afirmou que optariam pelos produtos originais se estes fossem mais baratos.

Não devem?

O Banco do Brasil é acusado pela oposição – alvo de CPI da Previdência – de não pagar o INSS de funcionários. A instituição nega. Avisa que o que há “são discussões na Justiça em que o INSS realiza cobrança que o BB entende serem indevidas, por terem caráter indenizatório e não remuneratório”.

Relaxa, Marta

A senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) esqueceu-se da lição da ministra do Turismo Marta Suplicy (PT): ‘relaxa e goza’. A tensão no rosto e na fala marcou sua desastrosa condução da votação da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais.

Voto-Gambiarra

Há no Palácio quem defenda que Helinho José (DF), o senador que desembarcou no PMDB há poucos meses, seja convidado a deixar o partido após o voto contra a reforma trabalhista na CAS. Ele, que gosta de melancia, virou um abacaxi para o Governo.

Ele, de novo

Com o discurso recorrente de que “é chegada a hora de refundar o Brasil” e duras críticas ao governo Temer, o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero desponta como um dos eventuais quadros do Partido Novo para as eleições de 2018.

Na OEA

A Andi – Comunicação e Direitos vai representar a sociedade civil na Assembleia da OEA. Na pauta da entidade, os retrocessos ambientais no Brasil, o descaso com os problemas indígenas e a preocupação com as políticas públicas de proteção da criança.

Mistério$

A família do jovem sumido no Acre autorizou uma editora, com distribuição nacional, a lançar o primeiro de uma série de livros que ele deixou com criptografia barata.

Ponto Final

“O presidente da CUT não trabalha, a presidente da UNE não estuda, o presidente do MST tem muitas terras, a presidente do PT não tem vergonha.”

Do ex-deputado mensaleiro Roberto Jefferson.

TAGS