PUBLICIDADE
Notícias

Palácio articula para isolar Renan

12:00 | 04/04/2017

Rompido definitivamente com o presidente Michel Temer e os ministros palacianos, o senador Renan Calheiros, líder do PMDB, vai elevar o tom de críticas ao desafeto inquilino do Palácio. Além dos vídeos nas redes sociais, o peemedebista concederá entrevistas e transformará a Comissão Mista de Orçamento em palanque para atacar as reformas e a política econômica. O Governo age rápido e já tenta angariar fidelidade a Temer na bancada peemedebista capitaneada por Renan.

Cautela
Senadores do PMDB acompanham com cautela o acirrado embate. A reunião da bancada hoje promete ser tensa. A maioria, por ora, segue o Palácio.

Brasiiilll
O Brasil é mesmo um País de terceiro mundo, campeão em lançar programas. Agora, este: Lei nº 13.430 instituiu o Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita.

Dedo no gatilho
A Caracal, dos Emirados Árabes, vai fabricar rifles e pistolas numa unidade em Goiás na qual investirá R$ 100 milhões. Concorrerá com as brasileiras Imbel e Taurus.

Contramão & buzinaço
Motoristas da Uber, Cabifiy, Easy, 99POP entre outros aplicativos pretendem fazer um buzinaço em frente ao Congresso, onde a Câmara pode votar nesta semana o PL 5587/16, do petista Carlos Zaratini, que restringe os serviços destes APPs no País.

Acelera nas redes
A 99 lançou um manifesto no Facebook com a hashtag DireitodeIreVir, com o lema “Deputados, avançar é a nossa escolha”. Indicam, entre outros pontos em sua defesa, que a tecnologia democratiza o transporte. Ontem a Coluna revelou que, só no DF, a Uber tem 22 mil associados.

Pé na estrada
Assis Filho, Secretário Nacional da Juventude, já roda o País com a Caravana do ID jovem para divulgar a carteirinha digital que dá meia entrada em programações culturais e nos ônibus urbanos, sem precisar de aval das entidades estudantis.

Frente a frente
O secretário estará quinta e sexta em Maceió, e domingo e segunda em Porto Alegre para encontro especialmente com estudantes.

Memória
Foi na reforma da Previdência de Lula da Silva em 2003 que o PT rachou e surgiu o PSOL. Essa de Michel Temer, mais polêmica, promete surpresas.

As madrinhas
O presidente Temer sanciona hoje, em evento da Unicef, a lei de autoria da deputada Maria do Rosário (PT-RS) que protege crianças e adolescentes que sofreram violência, evitando exposição e constrangimento das vítimas, idealizado no Governo Dilma.

Bicadas tucanas
Grãos tucanos invejam a desenvoltura do prefeito João Dória que desponta no cenário nacional. O ciúme é o resultado da irrelevante comodidade verbal de Aécio Neves, José Serra e Geraldo Alckmin, que poderiam marcar território com discursos contundentes e conquistar simpatia. Dória o faz, mas por ora não passa de um bom marqueteiro.

Coleguinhas na ONU
A ONU, sob forte pressão de entidades de vários países, debate a criação de um braço na Organização que cuide da segurança dos jornalistas. A classe, tão castigada, pode ter um representante de peso na entidade.

Grife do Chagas
Com 60 anos de profissão, um dos mais respeitados jornalistas políticos do Brasil, Carlos Chagas, teve homenagem diferente no sábado. Ganhou das Organizações Paulo Octavio um residencial com seu nome em Brasília. E prestigiou o stand.

Ponto final
O Brasil foi alvo de 5,6 ataques a bancos por dia em 2016, revelou a Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos e Carros-fortes, da Confederação Nacional dos Trabalhadores de Segurança.

TAGS