PUBLICIDADE
Notícias

Os novos líderes

12:00 | 03/10/2016
As urnas indicam a ascensão de novos líderes políticos nas principais capitais do País, fruto dos protestos de 2013 e das revelações da Operação Lava Jato. Independentemente de os favoritos nas pesquisas serem eleitos. No Rio, despontam Marcelo Crivella (PRB) e Marcelo Freixo (PSOL); o empresário João Dória (PSDB) foi a grande revelação de São Paulo; o DEM teve sobrevida e se inspira na liderança de ACM Neto em Salvador. Estes nomes podem mudar as estruturas partidárias e planos de candidaturas dos atuais caciques para palácios – estaduais e presidencial – em 2018 e 2022.

Galo na cabeça
Surpresa e curiosidade em Belo Horizonte. O favorito João Leite (ex-goleiro) e Alexandre Kalil (ex-presidente e ainda cartola) são egressos da massa Atleticana.

Prévia carioca
No sábado, Jandira já fechara com Freixo; e Crivella e Paes sinalizaram, com emissários, que começariam a conversar diante de eventual baixa de Pedro Paulo.

Bolsokid
A página da PUC do Rio no Facebook apareceu no sábado com a postagem: “Não vote em Bolsokid amanhã”. Em relação a Flávio, filho de Jair Bolsonaro, para a prefeitura.

Alerta na PF
É preocupante a situação da Polícia Federal para os próximos anos. Há 491 cargos vagos de delegados atualmente – são hoje 1.760 em atividade. A situação deve se agravar porque outros 400 delegados se aposentarão no próximo triênio.

Cadê o concurso?
A PF obteve autonomia para realizar concursos no Decreto nº 8.326/14, que prevê o preenchimento dos postos sempre que a quantidade de vagas ociosas superar 5% do efetivo total existente no respectivo cargo. Os quase 500 cargos hoje vagos equivalem a aproximadamente 30% do efetivo atual de delegados.

Beltrame & Co.
José Mariano Beltrame decidiu ficar no cargo de secretário de Segurança do Rio, que previa deixar nestas eleições. A coluna noticiou seus planos. Agora, há em jogo uma candidatura em 2018. Não dele, mas uma para a qual vai colaborar muito.

Vem encrenca
Engendra-se no Planalto uma mega campanha de mídia com o tema “Vamos tirar o Brasil do vermelho”. Qualquer alusão ao PT é.. pura verdade.

Ulysses redivivo
O PMDB e a Fundação em homenagem ao saudoso preparam cerimônias no Rio e em Brasília pelo centenário de Ulysses Guimarães na quinta-feira, 6.

Êpa,êpa !
Um portal de notícias latino revelou documentos secretos do Ministério da Defesa do Brasil e cita voos não autorizados sobre o espaço aéreo brasileiro de aviões da Bolívia e Venezuela, com cargas e tropas, a partir de 2008. Link - http://bit.ly/2dnG72D

Cautela no altar
Antes cobiçado por candidatos, o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) teve atuação discreta na campanha desse ano. Após o escândalo, no qual é acusado de tentativa de estupro pela jornalista Patrícia Lélis, o parlamentar evitou palanques. Há inquérito aberto no STF e a PF já faz diligências. Um dos dois vai se dar mal.

Voto consciente
O presidente da OAB, Claudio Lamachia, afirma à Coluna que a eleição para prefeitos e vereadores é oportunidade de tirar da política os maus políticos e os incompetentes. “É preciso vigiar aqueles que mereceram o voto e fiscalizar as ações deles no decorrer do mandato”. A OAB teve papel fundamental na mudança das campanhas.

Avanço
Foi uma grande conquista o novo modelo em que doações de empresas a partidos e candidatos é proibida, avalia Lamachia. “Foi priorizado o debate das ideias e das propostas”. A OAB foi autora da ação que levou o STF a proibir as doações privadas.

Ponto Final
Parabéns ao TSE pelo sistema de apuração fácil e eficiente no site do tribunal.
TAGS