PUBLICIDADE
Notícias

Postali$ - parte 2

12:00 | 05/07/2016
A Polícia Federal descobriu um rombo surreal no Postalis, o fundo de pensão dos Correios, após colocar as mãos na papelada apreendida na última operação que prendeu conselheiros. O fundo adquiriu centenas de milhões de reais em papéis das dívidas públicas da Venezuela e Argentina, países quebrados e sem condições de honrar os débitos. Foi durante a gestão do PT. Os investigadores rastreiam a papelada para saber quem deu a ordem que causou prejuízo.

Na canetada
Os conselheiros, apadrinhados políticos, passaram por cima do grupo de análise de risco, cuja maioria dos pareceres eram contrários aos investimentos que deram problema

No vermelho
O Postalis tinha R$ 6 bilhões em caixa. Com as maracutaias descobertas pela PF, tem pouco mais que R$ 1,5 bilhão de reserva e patrimônio.

Só no Brasil
A chinesa State Grid, que comprou 25% da CPFL, é a mesma que ganhou licitação para construir linhas de transmissão de Belo Monte para Minas e não tirou a obra do papel.

Laços de família
Antonio Palocci é acusado de receber R$ 15 milhões em propina pela obra de Belo Monte. Seu irmão, Ademar, é diretor da Eletrobras e quem cuida dos contratos da State.

Delegados em fúria..
Os diretores da Associação de Delegados da Polícia Federal têm reunião em Manaus e vão soltar nota com tom de preocupação sobre a substituição de colegas no comando da Lava Jato, a despeito de as mudanças terem sido negociadas. Há clima de desconfiança e a classe cita “desmanche da Lava Jato”.

.. contra o crime
O presidente da ADPF, delegado Carlos Sobral, reunirá o conselho para saber detalhes das substituições de Eduardo Mauat, Luciano Flores e Duílio Mocelin. A turma, com a presença de alguns da Lava Jato, se reúne na quinta e sexta no 1º Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, com os maiores especialistas do setor.

Dois lados
Enquanto os procuradores apontam precipitação do juiz que deu liminar de prisão domiciliar para a dupla Cachoeira & Cavendish, magistrados olham com preocupação para o MP. Na rodinha da toga, comenta-se uma ansiedade por vitrine: Após o MP de Curitiba (Lava Jato) e o de SP (Condução de Lula), o do Rio quer protagonismo.

Fala, defesa
Os advogados dos investigados dizem que o processo é o mesmo da Operação Monte Carlo (2011) e que os clientes estavam colaborando. No mais, parabéns ao MP.

Don Juan
Em palestra no Instituto de Advogados Brasileiros no Rio, o ex-ministro José Eduardo Cardozo, se disse “solteiríssimo” ao responder grupo de colegas (algumas solteiras).

No alambrado
A Câmara de Vereadores de Curitiba não se deu por satisfeita em pedir só a cassação das honrarias a Paulo Bernardo e seu advogado, Guilherme Gonçalves, alvos da PF. O PL 114.2015 revoga o título de Cidadão Honorário de Ricardo
Teixeira, ex-CBF.

Senhora amnésia
A deputada Luiza Erundina (PSOL) lançou sua campanha à Prefeitura de São Paulo com ‘Fora, Temer!’ como um dos slogans. O procurador Michel Temer foi seu vice numa candidatura ao cargo décadas atrás.

Grita na rua
Mal na fita como réu no STF e alvo de novo do Conselho de Ética, o deputado Jair Bolsonaro reuniu cerca de 100 militantes e uns 20 PMS na Praia da Barra para ato de desagravo em seu apoio.

Vai doer
O ex-senador Eduardo Suplicy (PT), que presidiu a comissão de Direitos Humanos do Senado, vai solicitar que a Casa dê respaldo jurídico a Luiza Brunet, agredida, no pedido de indenização por danos morais e materiais contra Lírio Parisotto.

Oi..
Suplicy mandou mensagem de whatsapp para a atriz, em solidariedade.
TAGS