PUBLICIDADE
Notícias

MEC libera R$ 1 bilhão e acalma reitores

12:00 | 26/06/2016
Tem caído a resistência contra o ministro da Educação. Mendonça Filho acaba de liberar R$ 1 bilhão para as instituições federais – obras e compras de materiais para universidades, hospitais universitários e institutos de ensino. “Havia R$ 700 milhões bloqueados quando cheguei”, diz o ministro. A relação com a Andifes, a associação nacional dos reitores, melhorou muito após a visita do grupo a Mendonça.

Topo da cadeia
A operação da PF nos fundos Postalis (Correios) e Petros (Petrobras) pode pegar em cheio dois caciques do PMDB, que apadrinharam os conselheiros fraudulentos.

Transparência S.A.
O ministro Torquato Jardim criou quatro grupos de trabalho na Transparência, e colocou a sócia do escritório de advocacia, agora chefe de gabinete, para coordená-los.

Mordida precipitada
A OMS recomenda a quem vem para os Jogos o cuidado com regiões com incidência de cobras e escorpiões. Tem informações sobre falta de soro antiofídico. O Ministério nega

PSB se dissolve
A base do ex-governador falecido Eduardo Campos está se esfarelando em Pernambuco. Está cada um por si. Estão na mira da PF na Operação Turbulência Aldo Guedes, ex-presidente da Copergás, Danilo Cabral, que deixou a Secretaria para voltar a ser deputado federal, e Romero Pontual, ex-presidente da Ceasa.

Oi e Tchau
Um grupo de deputados faz pressão para o Governo do Paraná e prefeituras do interior cancelarem seus contratos com a Oi, que pediu recuperação judicial. A Câmara dos Deputados já cancelara o seu com a tele em abril de 2015.

Ativismo..
A ativista de direita Kelly Cristina, conhecida como ‘Kelly Bolsonaro’, administra um grupo em aplicativos de celular e em redes sociais composto basicamente por pessoas ligadas ao DEM, PSDB e movimento pró-impeachment.

..patrocinado
Kelly já fez inúmeros atos no Salão Verde da Câmara. Em um deles, levantou uma faixa de “Fora Dilma” que estava “guardada” na sala da liderança do DEM.

Rede de hostilidades
Está cada vez mais organizada a rede de hostilidades montada por militantes ligados ao PT e movimentos sociais. Esquadrinharam até escala de plantão nos aeroportos do País para filmar e constranger ministros e integrantes do Governo Temer.

Conta outra..
Enquanto a PF faziam devassa no apartamento funcional de Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann, a petista disparava mensagem para aliados pelo celular com frase do escritor uruguaio Galeano: “Na luta do bem contra o mal, é sempre o povo que morre”.

A carta
O presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já confidencia a aliados que pretende renunciar ao cargo. A carta de despedida é delineada com pelo menos três parágrafos de duros ataques ao algoz Rodrigo Janot.

Até tu?
Na véspera da entrevista coletiva, o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, se reuniu com aliados para antecipar o que diria à imprensa. Recebeu a orientação de Carlos Marun (PMDB-MS) para renunciar. Cunha retrucou irritado: “Até tu?”

Ponto Final
“E aí senadora, vai à Comissão do Impeachment hoje ou vai à cadeia
levar cigarro para o maridão?”

De um seguidor da senadora Gleisi Hoffmann no Twitter.
TAGS