PUBLICIDADE
Notícias

Koch Brothers querem Serra no Itamaraty

12:00 | 04/05/2016
Os irmãos David e Charles Koch, maiores bilionários americanos, do setor de xisto e indústria pesada, sonham ver José Serra no Itamaraty para eliminar o perfil bolivariano do ministério e retomar relação progressista com os EUA. Liberais e republicanos, têm boa relação com o PSDB. A dupla yankee está de olho na Petrobras, em bancarrota. Por coincidência – ou não – Serra é autor do recém-aprovado no Senado projeto de lei que desobriga a Petrobras a explorar no mínimo 30% em poços do pré-sal. O controle ainda é estatal, mas a mudança na lei abre brecha para operação do setor privado no futuro.

Lá e cá
Os irmãos Koch financiam o Tea Party nos EUA, a republicada Sara Palin e o instituto ‘Estudantes pela Liberdade’, similar ao Movimento Brasil Livre.

Fui, mas não fui
O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), serrista de carteirinha, que voltou dos EUA, garante que não se encontrou com David Koch, o mais brasilianista dos brothers.

Sem conexão
Kim Kataguiri, do MBL, diz que aceita doações de empresários, mas nunca esteve com Aloysio ou os irmãos Koch – um militante do MBL já atuou na fundação da dupla.

Menino de ouro
Felipe, o único filho do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, estaria negociando por milhões de reais a compra da fábrica de suplementos alimentares MidWay, de Anápolis. Cunha diz que o herdeiro não tem cacife para isso, embora seja um jovem e promissor investidor no mercado financeiro e na Bolsa.

Approach
Nas rodinhas de grandes empresários em Goiás há relatos de visitas (não confirmadas) de Felipe a Wilton, o proprietário da MidWay, que também mora na Flórida. A Coluna não conseguiu contato com Wilton.

Feriadão da direita
O Movimento Brasil Livre planeja a primeira festa – e não protesto – no dia 12, após a queda de Dilma Rousseff. Haverá blocos de folia, bandas e carros de som em praças do Rio, São Paulo e Brasília. Durante o dia, inclusive.

Coisa de ‘aliado’
Foi brincadeira de ‘aliado’ a história de ACM Neto virar ministro das Comunicações. O assunto circulou no jantar que o prefeito de Salvador teve com Michel Temer.

Engajamento
ACM quer se eleger governador da Bahia em 2018, e antes precisa se reeleger prefeito. Pela sobrevivência do DEM, ele já negocia cargos no futuro Governo Temer.

Casório$
A revelação de que ex de político negocia com FBI delação para entregar offshore mexeu com a República. Seis assessores de grãos mandatários telefonaram à Coluna. Nada a declarar, o processo é sigiloso. Ou a turma é curiosa, ou tem gente sem dormir por causa de ex-mulher indignada com casório mal resolvido.

Stay home
Aliás, a madame esteve com a equipe consular na Embaixada dos Estados Unidos em Brasília na segunda-feira. Os americanos a pressiona a assinar logo os papéis e querem que ela já se hospede na Embaixada.

Comércio turbinado
Sergipano mais mineiro da Câmara, Laércio Oliveira (SD-SE) articulou-se quieto e foi eleito presidente da poderosa Comissão de Desenvolvimento Econômico. Vice-presidente da CNC, é dele também o comando do novo Código Comercial, no prelo.

Tô fora
A juíza aposentada Denise Frossard recusou convite para falar à comissão especial da legalização dos jogos. Ela não quer mexer de novo com os bicheiros. No início dos anos 90 foi ela quem levou para a cadeia os grandes do Rio.

Precavida
Em conversa com a Coluna há quatro anos, Frossard, que tem vida pública bem reservada, revelou ter informações de que os bicheiros até hoje querem se vingar.

Ponto Final
Vai faltar camburão. PGR Janot pediu a inclusão da cúpula do PT (inclusive Lula) e de parte do PMDB no inquérito da Lava Jato no STF.

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS