PUBLICIDADE
Notícias

Joaquim Barbosa foi grampeado

12:00 | 18/05/2016
Relator do Mensalão do PT, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa foi grampeado no gabinete dentro da Corte. É a informação sigilosa que circula entre togados e sob investigação prioritária do serviço de inteligência do STF. O gabinete usado pelo ministro Luís Roberto Barroso, onde foi encontrado o aparelho de escuta ambiental numa varredura, antes foi usado por Barbosa, e o equipamento descoberto estava desativado com sinais de corrosão. Não está descartada a hipótese de Barroso também ter sido grampeado. A revelação da Coluna ontem, na versão online, mudou a rotina no Supremo. Todos os gabinetes passam por pente-fino.

Silêncio no reino
Barbosa foi contatado por e-mail para uma declaração, mas ainda não se manifestou. A assessoria do STF confirmou a escuta, mas não informou detalhes de investigação.

Linha muda
Após a revelação de que poderoso senador foi grampeado, e em seguida, a da escuta no STF, telefones de gabinetes do Congresso e na Corte foram averiguados.

Ah, doutor..
O presidente Lewandowski proibiu jornalistas de entrarem na Corte nesta terça pela primeira vez. Foi represália por nossa equipe ter tido acesso ao gabinete de Barroso.

Tele-denúncia
O presidente da OAB, Claudio Lamachia, desembarca hoje em Goiânia para inaugurar o primeiro Comitê de Combate ao Caixa 2. Vai criar em todos os 27 Estados para receber denúncias de corrupção eleitoral pelo 0800.

Óleo na pista
O Governo descobriu um jeitinho das concessionárias de rodovias para faturar. Com as balanças não instaladas nos postos fantasmas (e novos) da ANTT, a turma do pedágio está repassando para o motorista custos do desgaste do asfalto, nos reajustes de tarifas.

Motim sigiloso
Não adiantou a carta aberta da Abin cobrando independência, sob comando civil. Temer entregou para o general Etchegoyen, do GSI, o comando da agência de inteligência. Wilson Trezza tinha trato com Dilma de ficar só até os Jogos do Rio. Mas ontem pediu demissão, após dura conversa com o general. Há clima de motin na Abin.

Ficou no aconchego
A cantora Elba Ramalho foi sondada para a Secretaria de Cultura do presidente Temer. Pediu 24 horas para pensar. A pressão de deputados a favor foi tanta que ela desistiu.

País do circo
A segurança está uma beleza. Por isso, cinco viaturas da Polícia Rodoviária Federal, com dois agentes, cada, e seis policiais motoqueiros fazem segurança da tocha olímpica.

Palmatória
O deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) quer pautar na Comissão de Educação a convocação do ministro Mendonça Filho. Quer saber do ponto 9 da Carta Ponte para o Futuro, sobre o Governo excluir índice de piso obrigatório para repasses ao ensino.

Pé na areia
Ainda é mistério o que foi fazer em Daytona Beach (EUA), com tudo pago, o chefe de gabinete da Secretaria de Política Regulatória do Ministério da Aviação, Carlos Eduardo Prado. Outros três diretores também viajaram em missão, em maio, para participar de um workshop do setor por uma semana. A assessoria da SAC não respondeu.

Justiça a Medina
Justiça se faça ao AGU Fábio Medina Osório. Não era ele e sim José Levi Mello, ex-consultor geral da União na gestão Luís Adams, quem fez campanha frustrada para se tornar secretário-executivo do MJ ou AGU. Foi atropelado pelas pedaladas do artigo em defesa da presidente Dilma na Folha de S.Paulo.

Show do milhão
Enquanto segue a novela com o FBI, sobre delatar offshore ou não, continua sob segredo de Justiça no STJ processo de divórcio da ex com poderoso político de Brasília.

Não caio só
Marcelo Odebrecht listou Lula, Dilma e Edinho Silva como testemunhas de sua defesa na Justiça Federal, na Operação Lava Jato. Parece recado. E é.

Ponto Final
As bancadas evangélica e da bala passaram a controlar a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS