PUBLICIDADE
Notícias

Erenice e Funaro querem falar

12:00 | 06/04/2016
Os rumos da Operação Lava Jato despertaram o espírito da delação a alvos potenciais em outras investigações. Na mira da Zelotes, que investiga esquema bilionário de sonegação na Receita, Erenice Guerra fez chegar à presidente Dilma que não descarta uma delação se for presa. Outro disposto a falar é doleiro Lúcio Bolonha Funaro, que em 2007 depôs ao MP Federal sobre o Mensalão. Num plano de blindagem prévia, para proteger seus negócios, ano passado ele procurou emissários da Polícia Federal, sigilosamente, e se colocou à disposição caso fosse alvo da Lava Jato.

Conexão carioca
Há fortes suspeitas entre investigadores de que Funaro tem ligações com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, enrolado na Lava Jato.

Madrinha
Erenice é cria de Dilma, e chegou até o comando da Casa Civil do Planalto, de onde foi apeada após denúncias de suspeitas de corrupção.

Desconfiado
Estranhou a Funaro, segundo investigadores, o fato de Cunha contratar para advogado Antônio Fernando Souza, que foi PGR à época de seu depoimento ao MP.

Fogo no pasto
Iris Resende deve mais explicações sobre sua mega fazenda Estrela em Canarana (MT). Ano passado a Coluna revelou que Emílio Odebrecht desceu de jatinho na pista da propriedade, para um papo com o ex-governador. Agora, a revista Época publica que documentos do SNI ligam a fazenda a dinheiro doado pela Odebrecht nos anos 80.

Diário de bordo
Um pouco mais do jeito Dilma de ser: Na campanha de 2010, ela reclamou dos jatinhos fretados pelo PT. Não gostava de ficar agachada durante a viagem. Mandou trocar o Lear 31A, de cabine baixa, por um Citation no qual pudesse ficar de pé. Foi atendida.

Te cuida, Miriam
O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) quer jogar luz nas “pedaladas secretas” do Governo – os créditos que a Caixa tem perante a União. Apresentou requerimento para a presidente da Caixa, Miriam Belchior, depor no Senado. Antes que o banco seja do PP

E a conta?
Ataídes quer saber se existem valores privados envolvidos nessas operações e se já correm ações judiciais para recuperação dos créditos da Caixa.

Comboio pop
A ANTT constatou tráfego de 200 ônibus em Brasília no dia 31, trazendo manifestantes pró-Dilma. Nem todos regulares, e maioria deles fretados por prefeituras.

Brasilian Gaming
Enquanto o Congresso não aprova a legalização dos Jogos, o mundo já volta os olhos para o Brasil. Brasília vai sediar dias 11 e 12 de maio a segunda edição do Brasilian Gaming Congress. Organização da britânica Clarion, com apoio do Instituto Jogo Legal

Os juízes, por favor!
Em recente audiência na Comissão de Educação, o senador Donizetti (PT-TO) afirmou que tem traficante solto que foi preso com 400 kg de drogas, e um jovem preso com 50 gramas de maxixe. Faltou dar o nome dos juízes.

Zika x mulheres
Em pesquisa inédita da Opinion Box com 1.983 mulheres internautas, 65% responderam que adiariam plano de gravidez por causa do zika vírus; 14% não sabem o que fariam e 22% disseram que ‘com certeza ou provavelmente’ não adiariam gestação

Diploma na UTI
O alto índice de reprovação de médicos no exame Revalida (57%) levou a Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética a discutir na Bolívia solução para o impasse. O presidente da Anadem, Raul Canal, vai fazer périplo por faculdades bolivianas, de onde sai a maioria dos médicos reprovados .

Sacrifício
Os números preocupam a entidade, que há 17 anos defende médicos acusados por supostos erros no exercício profissional. “Após seis anos de estudos e sacrifício, longe da família, 96% não conseguem revalidar o seu diploma no Brasil”, diz Canal.

Ponto Final
“Tirar a presidente da República não adianta nada. O que vai fazer depois?”
Do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em março de 2015.

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS