PUBLICIDADE
Notícias

Dilma proíbe Temer de pisar no Palácio

12:00 | 05/04/2016
Depois do declarado rompimento do PMDB com a presidente Dilma, o nome do vice-presidente, Michel Temer, foi riscado do Cerimonial do Palácio do Planalto. Não chegam mais convites nem comunicados de eventos ao agora adversário do Governo. Como é do protocolo, o vice – cujo gabinete é no Anexo do Planalto – só pisa no Palácio quando convidado para audiências ou cerimônias. Não é da tradição que um vice vá por conta própria. Na praxe, ele é visitado, não bate à porta de ninguém.

Apreço é isso aí
O Cerimonial do Planalto é diretamente ligado ao ministro do Gabinete, Jaques Wagner, que mês passado disse nutrir “grande apreço” por Temer.

Magoei
Já não era boa a relação de Dilma com Temer há meses – o vice lembrou isso a Lula em recente reunião. Ano passado, Dilma não ligou para cumprimentá-lo pelo aniversário.

Estresse
Não há confirmação de que tenha saído da dieta vegana. A presidente Dilma voltou a engordar.

No tendrá golpe
A FAB tem apenas dois caças F-5, menos potentes que os Mirage, na base de Anápolis (GO). O aloprado Nicolás Maduro, que afundou a Venezuela e se colocou à disposição de Dilma contra ‘o golpe’, possui 23 russos Sukhoi SU-30, os mais potentes do mundo. É apenas uma comparação. Mas os caças bolivarianos alcançam Brasília em 3 horas.

Lyra no Caribe
O senador Collor (PTB-AL), que tinha ingerência na estatal, e o ex-presidente Lula tentaram empurrar para a BR Distribuidora, por bilhões, as usinas falidas de João Lyra, que tem off shore revelada na ‘Panama Papers’ . Lyra faliu aqui, não no Caribe.

Foi mal, papai
Circula em Brasília foto que causa estranheza no PMDB. O presidente da Assembleia de Minas, Adalclever Lopes, estava ao lado de Eduardo Cunha na debandada oficial do PMDB do Governo. Enquanto seu pai luta para se manter como ministro da Aviação.

Casa-trabalho
Dilma vai sancionar lei de autoria do deputado Mariani (PMDB-SC), que oficializa no Brasil o home-office como sede de empresas. Mais de 7 milhões serão beneficiados.

Letargia
Está tudo parado desde fevereiro nas comissões permanentes da Câmara, onde nenhum presidente foi eleito, pela primeira vez na História.

Conexão
A Coluna levantou suspeita da presença de Gilberto Carvalho, ex-chefe de Gabinete de Lula, no Panamá. Ele desceu no voo 1204 da Copa no domingo dia 22 de novembro. Gilberto retrucou, estava a caminho de NY. Agora, bastidores da Lava Jato revelam várias conexões da família Lula com a capital caribenha. Gilberto ainda se salva.

Segurem essa
O AGU José Cardozo ia bem na defesa técnica de Dilma na comissão do impeachment quando atacou Eduardo Cunha como chantagista, vingativo e retaliador. Complicou as coisas para a chefe e os aliados da comissão, que terão de segurar o pepino.

Tá bom..
Fiel ao mandatário do PR, Valdemar da Costa Neto, o líder do partido na Câmara, Maurício Quintella (AL), admite que a bancada está em cima do muro sobre o processo de Dilma. Garante que não foi procurado ainda por ministros do Planalto sobre votos.

Acabou o lexotan?
A atriz Letícia Sabatella, militante e ativista anti-impeachment, dá uma de ‘Poliana’. Prevê o pior caso se confirme a queda da presidente Dilma. “Será a volta da ditadura”, aponta antes de acusar de “bandidos aqueles que estão por trás da tentativa de golpe.”

Padrinho é outro
O ex-titular da Secretaria do Produtor Rural Caio Rocha, que deixou o Ministério da Agricultura, é apadrinhado do governador Ivo Sartori (RS), não de Temer, como circula.

Ponto Final
“Somos aliados há 14 anos. Aqui não é a China nem outro país autoritário. No Brasil o governo é de coalizão.”

Do líder do PR, Maurício Quintela, sobre a relação com o Governo

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS