PUBLICIDADE
Notícias

Beija-mão antecipado

12:00 | 14/04/2016
A residência oficial do vice-presidente Michel Temer (PMDB) virou destino de romaria política nas últimas semanas, para um ‘beija-mão’ antecipado – tão importante, para os bajuladores, quanto perigoso, para os precipitados. Parlamentares que estiveram durante toda a terça e quarta-feira com o vice garantem que ele vai governar o Brasil do Palácio do Jaburu, e não do Alvorada, caso a presidente Dilma seja afastada.

Apostas à mesa
Ministro do Governo, Ricardo Berzoini disse à tarde a convidados, no gabinete, e depois a jornalistas, no salão, que Dilma tem 200 votos no plenário para segurá-la.

Estratégias
Os mais céticos no Planalto acreditam que, com PP e PSD fora da nau, a prioridade é começar a negociação com os senadores.

Termômetro
O clima era de velório em todos os andares do palácio ontem. No início da noite melhorou. Coincidiu com anúncio de Berzoini sobre os 200 votos. A conferir.

Pressão total
Vive uma situação muito desconfortável o ministro do Desenvolvimento Econômico, Armando Monteiro. Fiel a Dilma, sofre pressão do seu partido, o PTB, cujo presidente Roberto Jefferson já anunciou ser a favor do impeachment. De outro lado, ouve lamúrias e provocações dos grandes industriais contra a presidente.

Risco
Armando, ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria, quer ficar no cargo até o último minuto, caso Dilma caia, e sair de braços dados com a chefe.

Ultimato camarada
Após a reunião em que a bancada do PSD fechou contra Dilma, o líder ligou para o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, presidente do partido, e avisou que a permanência no cargo está por conta dele.

Baianidade
O deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), irmão de Geddel, a dupla inspiradora do grupo pró-Michel Temer, garante que Cacá Leão (PP-BA), cotado para ministro caso Dilma fique, vota pelo impeachment. O deputado faz mistério.

Não adiantou
O ex-senador Gim Argello, antes bajulado na por todos na Casa, estava vivendo mais na Flórida nos últimos meses e evitava o telefone. Mas foi pego.

E agora, cabra ?
O senador Eunício (PMDB-CE) está na fogueira se o impeachment for ao Senado e ele confirmado relator. Tem relação próxima com Dilma, que foi madrinha de casamento de sua filha ano passado. Um mês depois, seu genro foi nomeado diretor da Anac.

Dinheiro navega
O Rio Boat Show lança amanhã o Fórum Náutico do Sudeste. Pretende discutir geração de empregos, investimentos e um marco regulatório para o setor. Hoje, a região possui 40 estaleiros que geram mais de 83 mil empregos diretos e indiretos.

Água$ sem crise
Os quatro Estados são responsáveis por aproximadamente 50% da produção da frota náutica. Em 2014, o setor movimentou US$ 700 milhões, importou 204 embarcações e vendeu 6.100 jet ski. Isso porque o País já vivia a crise na economia.

Crise do AP
Veja como desaqueceu o mercado imobiliário no Rio de Janeiro. Caiu 27,8% a arrecadação sobre o ITBI (o imposto de transferência de imóveis). Foram R$ 75,5 milhões arrecadados pela prefeitura no bimestre Janeiro-Fevereiro de 2016, contra R$ 104,6 milhões do mesmo período do ano passado.

Ponto Final
A crise está para ladrão parcelar o assalto.

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS