PUBLICIDADE
Notícias

Turma do "deixa disso"tenta convencer Lula e Dilma

12:00 | 08/03/2016
A despeito da gritaria da presidente Dilma e do ex-presidente Lula contra a condução coercitiva e os rumos judiciais da Operação Lava Jato, há dentro do PT uma minoria que, timidamente, tenta convencer a dupla a recuar nas críticas à PF e ao MP. Lançam mão de uma evidência de que Lula e Dilma se esquecem de que ‘pariram a crise’: foi ele quem fortaleceu e deu mais independência à Polícia Federal, na gestão do ministro Marcio Thomaz Bastos. E ela quem sancionou a lei que instituiu a delação premiada – e por esta abriram a boca Paulo Roberto Costa, Ricardo Pessoa e Delcídio do Amaral.

Ou seja..
.. não adianta chorar. A PF reforçou sua independência sob Lula e agora pede autonomia. E a presidente Dilma que aguente agora o que há por vir com as delações.

A Italiana
O medo de Lula é a esposa ser obrigada a depor. Numa entrevista há anos, Marisa soltou que a família pedira cidadania italiana, para ‘uma oportunidade para os meninos’

Corregedor
Agostinho Cascardo, o ‘delegado bombom’ da PF, foi transferido de Macapá para Natal. Ficou famoso por mandar investigar se a faxineira pegou seu chocolate, na mesa.

Nero tupiniquim
Conta um influente que estava no gabinete no Palácio. No auge do Mensalão, em 2005, o presidente Lula soltou para quatro ministros de seu Governo que o visitarem. Que não ousassem investigá-lo. “Senão eu vou incendiar esse País”. Pela prévia que se viu na último fim de semana, falou sério.

A Holding
Se o mensalão era o suficiente para abalar um governo e o petrolão para derrubá-lo, o que dizer de tentáculos vindo à tona no mar de lama? A Lava Jato descobriu que o esquema na Petrobras se estendeu por outras estatais. É uma holding da corrupção.

Guenta essa, Brasil!
Mal Jair Bolsonaro assinou a ficha de filiação ao PSC, para disputar a prefeitura do Rio este ano, e a Presidência, em 2018, o deputado Marco Feliciano (SP) articula para ser seu vice na chapa ‘puro-sangue’ para o Planalto.

Tabelinha
Com excelente recall de votos , mas sem espaço no PRB, o senador Marcelo Crivella pode baixar no PSB para disputar a prefeitura do Rio. Romário quer disputar o Governo

Vida & arte
O ator Marcelo Serrado tem visitado o Congresso Nacional, por conta própria. Faz ‘laboratório’ para viver o papel de um deputado na novela ‘Velho Chico’ da Globo

Roda a roleta
Chegaram à presidente Dilma números que a animaram a legalizar os jogos. Nos EUA, os cassinos e bingos faturam US$ 240 bilhões por ano e empregam 1,7 milhão. Por aqui, além da geração de emprego, até 30% do faturamento podem ir para o Tesouro.

Sigilo
Continua na surdina a mobilização de 200 agentes da Polícia Federal em quatro estados, desde o sábado – duas capitais no Nordeste. A senha foi dada para monitorar os alvos – se políticos ou não, um mistério. Há contingente forte em Alagoas.

$TJ
Com tantos problemas em várias frentes, Dilma segura a indicação para duas vagas no Superior Tribunal de Justiça há meses. Não por indecisão de nomes. A situação está feia na corte, com dois ministros investigados em segredo de Justiça.

Memória
Vale lembrar que foi na Corte que a PF fez um passeio na Operação Hurricane, por suspeitas de vendas de sentenças.

Mistério Janene
A tia rica do falecido deputado José Janene (PP), que tem enviado dinheiro para contas no Líbano, mora em Detroit (US).

Ponto Final
Vê-se agora por que a presidente Dilma dizia “Vamos fazer o diabo” durante a eleição

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS