PUBLICIDADE
Notícias

Ministro vai trocar área de Logística da PF

12:00 | 05/03/2016
Mal entrou no cargo e o novo ministro da Justiça, Wellington César Lima, pediu na quarta-feira informações à direção da Polícia Federal sobre o departamento de Logística da corporação. O ministro quer substituir os integrantes do setor. A Logística é responsável pelo bom andamento das operações sigilosas da PF, como a ocorrida ontem que levou em condução coercitiva o ex-presidente Lula. Os policiais a consideram a alma das investigações, por envolver sigilo máximo, a inteligência e deslocamento de agentes e delegados para cumprir os mandados atrás de provas.

Patrulha

Com o departamento sob controle de indicados do novo ministro, a corporação teme o risco de aparelhamento do setor por agentes ligados ao Planalto.

Ôh de casa!

O AGU José Eduardo Cardozo não dorme há quatro dias. Faz barulho com móveis, fala alto ao telefone. Vizinhos de seu flat em Brasília enviaram recado através do síndico.

Bom dia, chefe..
Missão hercúlea do ministro da Justiça: No 1º dia de trabalho após nomeação, ele acordou a presidente Dilma às 6h30 para avisar da condução de Lula pela PF.

Carne & avião
Pernil, picanha, costela de porco e carne de coelho. Há uma investigação em andamento até sobre um açougue de Atibaia (SP) na tentativa de ligar as vendas à preferência alimentar do ex-presidente Lula, e os dias de entrega de carnes, para provar que o sítio é dele. Os investigadores também estão de olho numa pista de pouso particular na região.

Vale-tudo
O movimento anti-Dilma ‘Brasil Livre’ elencou um staff de seguidores para fazer plantão no Salão Verde da Câmara dos Deputados. Sem identificação, exigência da Casa, os jovens abordam parlamentares da oposição para gravar vídeos.

Confiança é tudo
O advogado Luiz Henrique Machado desistiu da defesa do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) por se sentir traído. Esteve com Delcídio em São Paulo na quarta e perguntou: “Senador, não há novidade alguma?”. O petista garantiu que não. Surgiu a delação no dia seguinte, tocada pelo escritório Figueiredo Bastos.

Sem Gratidão
Um detalhe: foi a peça de habeas corpus escrita por Luís Henrique quem tirou o choroso Delcídio da cadeia.

Linha mestra
O MPF tem uma corrente de procuradores – e esta é majoritária – que defende investigar Lula a fundo, sem qualquer tentativa de prisão, pelos próximos anos.

Aviso prévio
Revoltou juízes, procuradores e delegados federais o discurso de ‘perseguido’ feito por Lula ontem após seu depoimento à PF. Meses atrás o juiz Sérgio Moro já confidenciara aos colegas que Lula lançaria mão deste discurso para inflamar os movimentos sociais.

Porta-voz
O líder do Governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), foi acionado pelo Planalto para apagar o incêndio causado pela queda do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Porta-voz do PT, o senador tenta, mas não consegue convencer que a fritura.

Cabo na justiça
O desfecho da ação de uma recepcionista que receberá R$ 30 mil de indenização por danos morais, após ter sido coagida a fazer campanha eleitoral para o PT, motivou outros 30 terceirizados vítimas da mesma intimidação irem à Justiça.

Memória
Em 2014, os servidores eram ligados à Projebel, prestadora de serviços da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF, ligada ao candidato ao Senado Geraldo Magela, que perdeu a eleição.

Outra dele
Gregório Duvivier disse que plantar maconha em casa é uma desobediência civil que vale à pena – “a lei é estúpida”. Não foi piada, foi na noite de quarta no debate sobre descriminalização, do Comunica Que Muda, transmitido ao vivo para vários países.

Marcas
Antônio Neto, presidente d Central dos Sindicatos Brasileiros, deu entrevista para o documentário ‘Marcas da Memória’, que conta a história da resistência dos operários brasileiros durante a ditadura militar, dirigido por Tarcísio Tadeu.

Ponto Final
E o Lula, hein? Falou, falou, falou.. chorou, e não explicou nada da suspeita de enriquecimento ilícito.

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS