PUBLICIDADE
Notícias

Maranhão gasta R$ 6 milhões em gestão de imagem

12:00 | 22/02/2016
O novo Governo do Maranhão estreou 2015 cortando gastos supérfluos da gestão anterior, como casa de praia e fretamento de jatinhos. Mas caiu na tentação de aparecer bonito na fita para o Brasil. Vai gastar até outubro a bagatela de R$ 6 milhões em assessoria de imprensa e gestão de imagem – embora possua equipe própria de jornalistas. Com mais baixo IDH do País e desafio de melhorar saúde, segurança e educação – há dezenas de escolas de barro e sapé – a contratação milionária da Informe Comunicação, de Brasília, mesmo por licitação, deixa o governador Flávio Dino (PCdoB) num discurso contraditório.

Ra$ante
É como um empresário que já tem um monomotor que lhe servem bem, mas compra um jatinho para aparecer bonito na praça. A diferença é que se trata de dinheiro público.

Bem na fita
A contratação de agências de comunicação é modus operandi de praxe para governadores e prefeitos, assediados pelos escritórios que conseguem ‘plantar’ matérias positivas nos grandes jornais e TVs, como um Globo Repórter especial, etc.

Gasto duplo
Para os governos, que ainda possuem assessoria de imprensa própria, é gasto duplo. Para os escritórios contratados, é como acertar na loteria. Em Brasília e País adentro, dominam esse mercado a FSB, CDN e Máquina da Notícia.

Justificativa
A assessoria do Governo justifica que há necessidade de planejamento de comunicação, relações públicas e a contratada dispõe de estrutura sediada em São Luís. Informa ainda que tem ‘equipe insuficiente’ para atender demanda de 217 municípios.

A mala-grampo
A Polícia Federal já sabe quem é o empresário de Brasília, com ligações políticas, que possui a famosa maleta de grampo telefônico, comprada no Paraguai por R$ 200 mil. Há duas na capital. A outra é de um ‘consórcio de arapongas’. Eles se reúnem toda semana para decidir quem grampear, por conta própria, para apresentar ofertas a inimigos do alvo; ou fazem por encomendas. Elas captam celulares num raio de 3 km.

O Xerifado
Sabe quanto custa por ano o Ministério Público do DF e Territórios? Apenas para uma noção, sai o dobro do custo anual da famigerada Câmara Legislativa do DF. O anexo do MPDFT construído há poucos anos fica praticamente vazio metade do dia.

A procurada
Turistas que se dirigem para o Palácio da Alvorada, residência oficial da presidente Dilma, deparam-se com cartazes de ‘Procura-se’, com a ilustração dela, fixados na placa oficial que indica a rota do Palácio. Dilma passa pedalando por ali.

Garoto prodígio
Ganhou pontos no meio jurídico o jovem advogado que escreveu a peça de habeas corpus que ajudou a libertar o senador Delcídio Amaral (PT-MS). Luís Henrique Machado tem 34 anos, é mestre em Cambridge e doutor por Humbolt, em Berlim.

Sessão chororô
O senador Delcídio informou à Justiça dois endereços em Brasília – o hotel 5 estrelas onde reside, pago pelo Senado durante sua prisão – e um apartamento, não divulgado, onde se reuniu com a família e recebeu a mãe no fim de semana. Choraram muito.

Risco no trabalho
A defesa de Delcídio fez dois questionamentos à Justiça, diante da volta do senador amanhã: poderá ter contato com outros 14 colegas (isso mesmo!) investigados? E até que horas poderá ficar na rua, porque há sessões do Senado que varam a noite.

Ponto Final
O termo ‘Lava Jato’ já tem 11,5 milhões de citações na busca do Google. ‘Operação Lava Jato’ surge com 2,5 milhões.

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS