PUBLICIDADE
Notícias

Balanças fantasmas

12:00 | 05/02/2016
Obrigados pela Justiça, as concessionárias e Governo concluíram a construíram 12 balanças para caminhões e carretas nas estradas federais. Avanços? Não. A Agência Nacional de Transportes Terrestres avisou ao Planalto que não tem fiscais para operá-las. “A ANTT está efetuando o remanejamento de servidores, a fim de viabilizar a operação”, informa a assessoria. Mas fontes da agência informam que há dezenas de técnicos em regulação que podem fazer o serviço, mas não querem deixar Brasília.

Raízes brasilienses

Esses técnicos em regulação atuam em áreas burocráticas da ANTT na capital, e relutam em deixar a cidade, com suas famílias, para morarem em outros Estados.

Sem substitutos

O problema fica maior com a notícia confirmada de que a presidente Dilma barrou novos concursos por tempo indeterminado, por cortes de despesas.

Aluguel milionário

A ANTT, apenas para lembrar, é a agência que no apagar das luzes de 2015 renovou aluguel da sede por R$ 120 milhões (!!), por cinco anos, num luxuoso prédio.

Embebedado$

A CRBS, razão social da Ambev, doou nada menos que R$ 7,5 milhões para a campanha da presidente Dilma em 2014. Isso pagaria 625 mil garrafas de cerveja a R$ 12 na praça. A Pimentel, não se sabe. Curiosamente o TSE informa em seu site que a prestação de contas do governador eleito ‘foi entregue sem lançamentos de receitas’.

No freezer

Isso explica o empenho da presidente Dilma em incluir na agenda a visita à fábrica da Ambev em Uberlândia ontem. Deve ter álcool na água do Planalto. Lula tinha mania de inaugurar pedra fundamental. Ela, a de lançar fábrica em funcionamento. Essa cerveja estava no freezer há quase dois anos, quando iniciou-se a operação em Uberlândia.

Poder na pista

Presidente do PDT, Carlos Lupi desfila na ala das diretorias da Salgueiro e Mangueira, na Sapucaí no Rio. O prefeito Eduardo Paes vestirá, de praxe, a camisa da Portela.

O Juiz

Sérgio Moro levou uma bronca do presidente da AJUFE, Antonio Bochenek, e parou de ir de bicicleta ao fórum em Curitiba. Agora, usa discreta escolta do TJ do Paraná.

A bela & a fera

Lembram do juiz Odilon, de Mato Grosso do Sul, que morava no fórum, ameaçado de morte por narcotraficantes de meia América do Sul? Ganhou uma fã, a atriz Paola de Oliveira. Estiveram juntos há semanas. Ele ganhará filme sobre sua trajetória.

Nova OAB

O novo presidente do conselho federal da OAB, o gaúcho Cláudio Lamachia, revela devagar um perfil diferente do antecessor Marcos Vinícius Coêlho, alinhado ao Governo. Lamachia já roda o País angariando apoio empresarial e de entidades, numa frente contra a volta da CPMF e o aumento de impostos pregados por Dilma.

PP cresce

Ficou para depois do Carnaval a escolha do novo líder do PP na Câmara, onde meia bancada é alvo da Lava Jato. Estranha a revelação da turma: mesmo enrolado, a legenda vai ganhar cinco deputados, e perde apenas dois, no troca-troca partidário.

Deu uma direta..

Para o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), o discurso da presidente Dilma no Congresso não passou de “mais um estelionato”. “Ela deveria ter pedido desculpas à nação, como fez o antecessor dela à época do mensalão”.
..e levou de esquerda
Ao que o ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, respondeu de pronto, ao seu lado: “A presidente foi consistente e respeitosa ao Congresso. O País precisa de ambiente qualificado e respeitoso entre os poderes. Essa foi a mensagem.”
Ponto Final
A deputada Clarissa Garotinho (PR-RJ), adversária do presidente Eduardo Cunha, diz não ter sido “pessoal” ter gritado ‘Fora, Cunha!’ na sessão de reabertura do Congresso.

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS