Com carta branca, Wagner é o plano B de Lula
PUBLICIDADE
Notícias


Com carta branca, Wagner é o plano B de Lula

12:00 | 06/01/2016
A tranquilidade de Jaques Wagner nas escancaradas críticas ao PT, sem qualquer cerimônia, tem respaldo do ex-presidente Lula. Aliado de primeira hora e fundador do PT, o agora chefe da Casa Civil tornou-se o cacique com mais poder junto ao líder em baixa no atual cenário. As respostas irritadas do ex-governador Tarso Genro (RS) e do presidente da legenda, Rui Falcão, contra Wagner, evidenciam uma disputa nas entranhas do partido. O baiano é o plano B de Lula para o Planalto em 2018.

Desde 2010

O ex-governador da Bahia já era o ‘reserva’ de Lula em 2010, quando o líder escolheu Dilma. O presidente o deixara de sobreaviso caso Dilma não emplacasse.

Consiglieri

Os ataques de Tarso e Falcão a Wagner são ciúme. O gaúcho sonhava ser o escolhido de Lula. E o presidente do PT foi preterido por Wagner nos conselhos ao Barba.

Futuro de Haddad
A prioridade eleitoral do PT este ano é reeleger Fernando Haddad em São Paulo, apesar da baixa aprovação. Foi o assunto que ele e Wagner trataram (otimistas) no Planalto.
Volta pra casa

Enquanto não vê futuro no PSDB para se lançar novamente ao Planalto, o senador José Serra (PSDB-SP) começa a pavimentar nova candidatura de governador de São Paulo. Líder nas pesquisas de intenções de voto a mais dois anos da disputa, o parlamentar capitaneou emenda de bancada de R$ 200 milhões para a Saúde do Estado.

Os alvos

Ataques ao Governo Federal, à presidente Dilma e ao PT também fazem parte da campanha antecipada do senador tucano. “A participação da União no financiamento da saúde não chega a 30%, onerando o governo do Estado e os municípios”, critica.





‘Motorista’ da Fazenda

Analista da Receita autor do vandalismo na porta do Ministério da Fazenda, Alexandre Pacanaro tem salário bruto de R$ 13.422,61. Terá condições de arcar com os prejuízos do protesto destrambelhado, ao direcionar sua picape à porta de vidro.

Caso de novela!

Não chamem para assistir novela juntos o senador Randolfe (Rede-AP) e o ator José de Abreu, declarado petista. Randolfe comemorava no Twitter arquivamento de denúncia pelo STF sobre acusação vazia na Lava Jato e foi chamado de “hipócrita safado” por Abreu. “Não me inclua na sua laia, seu submundo sujo”, rebateu o senador.

Resoluções

Presidente do Sebrae, o ex-ministro da Micro e Pequena Empresa Afif Domingos elenca as prioridades da entidade para 2016: mais inovação tecnológica e facilitar a abertura e fechamento de empresas com leis junto ao Congresso.

Saúde na UTI

Faltam em todo o país, nos hospitais e postos de saúde, vacinas anti-tétano e a anti-rábica. Vergonha, com bilhões de reais no orçamento.

Ponto Final

“Foi uma brincadeira elogiosa”

Do senador Serra, sobre o vinho na cara jogado pela ministra Kátia Abreu, que o fez submergir do cenário político. Serra a chamou de namoradeira.

Com Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS