PUBLICIDADE
Notícias

Os vices de Lula

12:00 | 20/12/2015

Com o enfraquecimento do Governo Dilma, a despeito do fôlego contra o impeachment e a má avaliação dos políticos conhecidos, Lula é candidatíssimo a presidente em 2018. O desafio é escolher o vice. Grãos petistas indicam que ele trabalha dois cenários. O ex-BC Henrique Meirelles traz investidores estrangeiros e acalma o mercado. Sérgio Cabral seria a saída política, caso seja alçado a presidente do PMDB e una o partido para a renovação PT-PMDB. Neste caso, Eduardo Paes disputa o Governo do Rio.

Fator Temer
Caso Michel Temer permaneça no comando do PMDB – o que se mostra difícil– Lula terá de rever sua estratégia com o partido hoje aliado. E Paes pode esquecer o Planalto.

Esqueceram de mim
Outrora bajulado por líderes e com fila na porta, Delcídio do Amaral (PT) não recebeu visita de nenhum senador na cadeia. Só um pequeno grupo de deputados do MS.

Tremei, Brasília
Expert em investigação, um visitante de Eduardo Cunha diz que ele grava em vídeo as reuniões no gabinete. A assessoria jura que é apenas o equipamento de som no teto.

Trauma das Pedaladas
O Planalto ficou com trauma das ‘pedaladas’ fiscais. Desde 2010 existe o Conselho Nacional de Educação Financeira. Pelo visto, ninguém aprendeu ou a presidente os atropelou. Agora, o Decreto 8.584 determinou a entrada no Conef de membros do Ministério da Justiça e do Conselho Nacional de Educação, com mestres universitários.

Terra sem dono
Avançava a transferência das terras da União para o Amapá quando o conselho bilateral (União e Estado) foi dissolvido há dias por impasse. Em jogo, a disponibilidade legal de pequena parte de 70% das terras, a transferir, para o cultivo de soja e milho.

Céu sem crise
A Infraero recebe hoje propostas de táxi aéreo e de companhias para ocupação de hangares e prédios no Aeroporto de Congonhas (SP), o ‘filé mignon’ do setor. Serão disponibilizadas nove áreas, com alugueis estimados entre R$ 34 mil e R$ 68 mil.

Mais dois
Está tudo fechado e esperam a ‘janela’ para se filiar em março. Jair Bolsonaro (PP) entra no PSC, e senador Alvaro Dias (PSDB) no PV. Ambos são candidatos ao Planalto.


Di$crepância
A filha do ministro da Justiça tem oito policiais federais na escolta em São Paulo. A Ponte da Amizade Brasil-Paraguai conta com quatro agentes.


Na toca
Na mira da Lava Jato, do PGR e do STF, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, cancelou viagens com a esposa – também investigada. Passam o Natal e Réveillon com família em casa no Rio. Cunha se diz tranquilo.


Adesão ao Vida
O senador Magno Malta (PR-ES) trabalha forte para criar o Partido da Vida e angariar nomes de peso. Arrancou do senador Paulo Paim (PT-RS) a garantia de que dois filhos do gaúcho vão se filiar à legenda. O próprio Paim não descarta entrar.
Sem trégua
A Federação Nacional de Policiais Federais (Fenapf) nega trégua com a Associação dos Delegados Federais. Integrantes da Fenapf apontam discordância dos delegados para três demandas dos agentes. As principais delas: que a Corregedoria da PF não condene a liberdade de expressão; e a equiparação salarial, também com pagamento de adicionais.


IP rastreado
Um agente que enviou mensagem pelo canal ‘Fale com a Presidente’, pelo site do Planalto, cobrando atenção especial para a categoria, foi punido com perda de salário.


Marília Patrona
O deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) apresentou projeto (3894/15) que declara a saudosa Marília Pêra a ‘Patrona do Teatro Brasileiro’. Vai avançar.


Virou feira
Miami virou um apêndice – ou a cidade brasileira mais distante do País. Foram 582.416 brasileiros visitantes em 2015, contra 565.452 de 2014. Brasil lidera entre turistas.


Ponto Final
O TCE do Sergipe bancou a edição de interessante livro: ‘Getúlio escreve a Lourival’. São bilhetes do ex-presidente para o seu chefe do Gabinete Civil, o sergipano Lourival Fontes. Organização de Angela de Castro e idealização de Francisco Baptista Neto.


Com Equipe DF, SP e Nordeste

TAGS