PUBLICIDADE
Notícias

Ciro em pré-campanha

12:00 | 13/10/2015
A direção do PDT descobriu que antes de lançar Ciro Gomes candidato a presidente em 2018 deve trabalhar para neutralizar resistências internas a seu nome. A fama de Ciro e do irmão Cid Gomes em confusões no PPS, PSB e PROS precede a dupla. Ciro entrou no PDT com a garantia de Carlos Lupi de que terá a legenda para disputar o Planalto. O roteiro começa nesta semana. Ele será homenageado em Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT). Semana que vem passa por Teresina (PI) e até fim do mês visita Campinas (SP). Ex-ministro de Lula e Dilma, Lupi será o anfitrião nas viagens.

Oi, muito prazer
Em novembro, Ciro aposta no Rio. Visitará diretórios do PDT na capital, Baixada e Norte fluminense. O objetivo é ganhar a simpatia da militância e neutralizar resistentes

Casas de Marina
Com a Rede criada, Marina Silva reiniciará a reabertura das ‘Casas de Marina’ Brasil adentro – obviamente comitês ‘disfarçados’ para driblar a lei eleitoral.

Reza forte
Senador Magno Malta corre com a criação do Partido da Valorização da Vida. Embora negue sair do PR, seu projeto é se lançar pelo Vida como o candidato dos cristãos.

Lava Jato x Lula
O cenário piorou para o ex-presidente Lula. Veladamente, procuradores e delegados envolvidos na investigação revelam que há indícios para o pedido de uma condução coercitiva, por causa das doações das empreiteiras do petrolão ao Instituto Lula. Agora, com a revelação de que Fernando Baiano delatou Lulinha, o cerco se fecha.

Cenários
A revelação de Baiano foi publicada por Lauro Jardim. O delator teria pagado R$ 2 milhões a Fábio Luiz, o Lulinha, com dinheiro do petrolão. No melhor dos cenários para a família, Lulinha será detido. No pior, pai e filho entram no camburão juntos. Vale ressaltar que toda delação deve ser acompanhada de provas. Baiano as teria entregado.

Cunha perde força
Eduardo Cunha está num beco sem saída, com a nota dos partidos aliados da oposição no sábado pedindo sua saída da presidência. Os mais próximos apontam uma brecha no vocabulário do todo-poderoso: ele repete que não vai renunciar. Mas pode se licenciar.

Poder da caneta
Uma vez licenciado porém, Cunha perderá todo o poder que tem sobre os presidentes das comissões e sobre sua bancada suprapartidária.

Direita cresce
Retrato de como o país carece de um candidato de direita: O deputado foi recebido por dezenas de pessoas no Aeroporto de Belém com faixa ‘Bolsonaro presidente!’. O único representante da direita com voz nacional até aqui era o senador Caiado (DEM-GO)

Bola de neve
Muitas prefeituras quebraram com baixo repasse do FPM. O ISS não sustenta e Estados retêm repasses de ICMS. Para não descumprir acordos partidários pré-eleições, prefeitos não enxugam a máquina, mantêm terceirizados e comissionados, e pioram o cenário, extrapolando a Lei de Responsabilidade Fiscal com a folha de pagamento.

Furtado redivivo
O ex-senador Saturnino Braga, presidente do Centro Celso Furtado, e Rosa Freire D’Aguiar, escritora e viúva do ex-ministro de Jango e de Sarney, lançaram com a Paz e Terra ‘Brasil, sociedade em movimento’, pelos 10 anos de aniversário da entidade.

A grande vitrine
A corrida para a prefeitura do Rio já começou. Já iniciaram as tratativas os senadores Marcelo Crivella (PRB) e Romário (PSB), a deputada Jandira Feghali (PCdoB) e o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL). O Rio é a grande vitrine para o País.

Previsão do passado
Ontem, depois do estrago feito pelo temporal no Rio Grande do Sul, o site do Instituto Nacional de Meteorologia destacou a previsão do tempo para a região. Agora prevê temporais para Santa Catarina e parte do Mato Grosso do Sul.

Correção
No dia 7 publicamos que ‘deputados sem voto’ assumiram cadeiras na Assembleia do Piauí. Não existe suplente sem voto. Fica a correção e o pedido de desculpa.

Ponto Final
‘No fim dá certo. Se não deu, é porque não chegou ao fim’
Fernando Sabino, escritor mineiro que completaria 91 anos ontem.

Com Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS