PUBLICIDADE
Notícias

A Fiscalização vence

12:00 | 03/10/2015
A cúpula e os servidores da Controladoria-Geral da União, e a Polícia Federal, comemoram veladamente a manutenção do status de ministério para a CGU, sem o desmonte que se discutia nos gabinetes palacianos. Cogitava-se um braço da CGU ficar sob a tutela da Casa Civil do Planalto, o que poderia comprometer a isenção das investigações de corrupção, na visão de delegados federais.

Nova campanha
Agora, o novo desafio dos servidores é grande campanha para pressionar a presidente Dilma a investir mais no órgão, em especial e na estrutura.

‘Casa militar’
O deputado Cabo Daciolo (sem partido) esboça proposta para incluir no ‘Minha Casa’ unidades direcionadas a PMs e bombeiros. Com essa violência nas cidades, faz sentido.

Grito da fronteira
Os delegados federais e policiais federais continuam a reclamar que o Governo não está cumprindo o pagamento de adicional acordado para quem atua nas fronteiras.

A véspera
O ‘Segundo Poder’ da reforma na Esplanada foi flagrado confraternizando em mesas separadas no Lake’s Restaurante em Brasília na quinta à noite. O líder do PMDB, deputado Picciani, reuniu cinco deputados do partido. A três mesas dele o líder do Governo, o petista José Guimarães, conversava com amigos. E a 10 metros deles o agora ministro da Defesa, Aldo Rebelo, articulava com pares do PCdoB.

Que saúde!
Desde que foi cotado para ministro da Saúde, o deputado-psiquiatra Marcelo Castro (PMDB-PI) disparou ‘torpedos SMS’ para membros da cúpula do PMDB. Repetia o bordão: ‘vamos manter o acordo firme’.

Lista de 1
Há quem aposte – entre eles o federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), dissidente da ala majoritária – que não houve lista para a presidente Dilma escolher os novos ministros. A tese é de que foram entregues os nomes de Castro e Pansera (Ciência & Tecnologia).

Balão
Nesta teoria, ficou latente para os dissidentes: Manoel Junior, espalhado como favorito, foi ‘balão de ensaio’ para desviar o foco do verdadeiro ministro, que já articulava.

Cassinos
Será aprovada a recriação de bingos e cassinos em áreas turísticas do Brasil, em especial nas regiões Norte e Nordeste, aposta um deputando que acompanha o assunto.

Perdeu, Torre Eifel
Os defensores da volta dos cassinos circularam no Congresso nos últimos dias com uma pesquisa do site ‘Activa Sapo de Portugal’. Apontam que bingos e cassinos, além de garantirem impostos, vão potencializar o turismo no Brasil. Na pesquisa, Las Vegas é o destino mais procurado por turistas no mundo: 41 milhões apenas em 2014.

Orçamento com ‘S’
A cúpula do Sistema S (Sesi, Sebrae, etc), da CNI e CNC, acredita que o Planalto vai recuar na tentativa de abocanhar 30% de sua Receita para a Previdência. Oficializou as ofertas de ‘contribuição para o Orçamento da União’, conforme antecipou a Coluna.

Oferta$
Entre as ofertas, R$ 1 bilhão para 100 milhões horas/aula do Pronatec através do Senac. Ideia do vice da Confederação Nacional do Comércio, deputado Laércio Oliveira (SDD-SE); e outros R$ 750 milhões para educação de jovens e adultos pelo Sesc.

Atrás de caixa
Com o Governo quebrado e a Receita atrás de caixa começou ontem a operação do secretário Rachid. Bloqueou R$ 4,6 bilhões do Grupo Schahin, dinheiro em paraíso fiscal para driblar o Fisco de contratos com a Petrobras para plataformas.

Invasões no Sul
O deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR) promove audiência pública na próxima quinta sobre as seguidas invasões de propriedades por sem-terra no Paraná.

Passe livre
O federal Mario Heringer (PDT-MG) apresentou projeto de lei para punir os estabelecimentos comerciais que barram entrada de crianças.

Ponto Final
“A fusão de alguns ministérios tem um objetivo claro: fortalecer e dar maior eficiência e maior foco às políticas públicas”

Da presidente Dilma Rousseff, para quem quiser acreditar

Com Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS