PUBLICIDADE
Notícias

Dilma entrega dois ministérios a Cunha

12:00 | 23/09/2015
O script foi feito pela presidente Dilma, o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani, e o presidente da Casa, Eduardo Cunha – que a visitou há dias. Para tentar barrar o impeachment, Dilma usou Picciani como ponte para negociar com o presidente da Câmara. Ela ofereceu o ministério da Saúde e um de infraestrutura. Cunha topou. Os dois lados lançaram suas moedas: Cunha indicou Manoel Junior (PB) ou Marcelo Castro (PI) para a Saúde; e José Priante (PA) ou Pansera () para a pasta de infraestrutura. Em troca, Dilma pediu para o Congresso manter vetos aos aumentos de salários dos servidores e espera que barrem o processo de impeachment.

Especialidade
“Ela pediu dois deputados”, diz Picciani. “Temos médicos no partido”. Circula a ironia que o indicado, pelo cenário, pode ser o psiquiatra Marcelo Castro (PMDB-PI).

A conferir
Eduardo Cunha determinou à bancada que protejam no cargo o ministro do Turismo, Henrique Alves (PMDB). Foi um afago ao padrinho de Henrique, o vice Michel Temer.

É que...
Dilma estuda fundir o Turismo com o Ministério do Esporte, sob comando de George Hilton. Ela evita crise tirando o ministro a um ano dos Jogos e mantém o PRB na base.

Jeitinho hermano
Um mal estar tomou conta da Agência Brasileira de Inteligência com a indicação de uma servidora para o cargo de adidância civil de inteligência na embaixada em Buenos Aires. Ela teria sido escolhida por critérios partidários e não técnicos. A Abin nega e informa que a servidora atende a todos os requisitos.

Calma, gente!
A forte bancada cristã no Congresso – incluem-se evangélicos e católicos – está irada com o Ministério da Educação, com a criação do Comitê de Gênero, apenas um conselho consultivo para as ações da pasta visando a diversidade.

Projeto enterrado
Há precedentes trágicos: quando o então ministro Fernando Haddad lançou o ‘kit gay’ com material didático para ensino básico, com instruções de respeito à diversidade de gênero, a pressão foi tanta que a presidente Dilma o mandou recuar.

Jornada dupla
O Uber no Brasil já tem registros de centenas de taxistas que dobram o expediente em corridas nos táxis e nos carros executivos que atendem pelo aplicativo.

Gira a roleta
A turma que defende a legalização dos jogos reforça esse discurso no Congresso: Na América do Sul, apenas Brasil, Guiana, Guiana Francesa e Bolívia proíbem os jogos.

Tamanho do rombo
Nem a PF e a Interpol sabem do paradeiro da ex-prefeita ostentação de Bom Jardim (MA), a loura Lidiane Leite. Quem passou a lupa encontrou R$ 46 milhões desviados. Meses antes de eleita, a moça tirava leite de vaca e vendia em garrafas porta em porta.

Comédia política
‘Candidato dos pobres’, barrado na ficha limpa, o marido fazendeiro trocou seu nome pelo dela a dois dias do pleito e Lidiane foi eleita, sem nome e foto na urna eletrônica. Deu no que deu. Ele está preso, ela curte a vida em algum lugar.

Geradore$ de energia
Há uma estreita conexão entre a grita dos senadores Jorge Viana (PT-AC), Ivo Cassol (PSDB-RO) e Valdir Raupp (PMDB-RO) sobre o apagão na região Norte com a demanda pela construção da hidrelétrica Brasil-Bolívia, que pode levar R$ 5 bilhões.

Delegatas
De hoje a sexta a ADPF realiza o IV Encontro de Delegadas de Polícia Federal. Cerca de 50 delas se reúnem em Brasília. Chamadas de ‘delegatas’ pela ala masculina, são classificadas por advogados dos alvos como bem mais rigorosas que os delegados.

Separados na maternidade
Jovair Arantes (PTB-GO) ganhou sósia. É o deputado federal Sinval Malheiros (PV-SP). Desatentos puxam assuntos sigilosos com ambos até se darem conta do malfeito.

Virou farra
Lançar Frente Parlamentar ficou tão fácil quanto fundar bloco de carnaval. O deputado Rubens Pereira (PCdoB-MA) ironiza que criará uma Frente em defesa das frentes.

Ponto Final
Curiosa essa lida política. A família Picciani inteira, com três deputados – um federal e dois estaduais – fez campanha para Aécio Neves, e agora negocia ministérios.

Com Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS