PUBLICIDADE
Notícias

Cid procura legenda para disputar o Planalto

12:00 | 02/07/2015
Os irmãos Cid e Ciro Gomes, ex-governadores do Ceará e com bom patrimônio eleitoral no Estado, rodam Brasília à procura de partido. Em companhia do presidente da Assembleia cearense, deputado Zezinho Albuquerque, passaram pelo Congresso na terça e por sedes de partidos. Reuniram-se com Carlos Lupi, do PDT, e com o senador Fernando Bezerra (PE), um dos caciques do PSB. Embora Ciro tenha os holofotes, o plano é Cid se lançar à Presidência. Ex PDS, PMDB, PSDB, PPS, PSB, até o fechamento da Coluna os Gomes continuavam no PROS.

Não esqueceram
A dupla encontra resistências nas legendas. Arrependida, pediu para voltar ao PSB, mas Bezerra não garantiu. Eles deixaram feridas nos seguidores de Eduardo Campos.

Não cede
No PDT o entrave é o líder da Câmara, André Figueiredo, que controla o diretório no Ceará e não abre mão do comando – principalmente para os irmãos Gomes.

Maldade
Recuperando-se de internação, a deputada Luiza Erundina tem aguentado firme, quieta e sentada, a efervescência do plenário até as madrugadas, para não ter o dia descontado.

Lula e o ‘novo’ PT
Mais da reunião do ex-presidente Lula com a bancada do PT: Pediu para ‘levantar a cabeça’, ‘olhar para a frente’. Não demonstrou abatimento e brincou com a turma, mas zangando com cada um. Lembrou que o PT tinha bancada minúscula quando começou mas era aguerrida. E que hoje são 70 deputados e precisam defender mais o partido.

Será que melhora?
Para Lula, a ‘economia vai melhorar’, e Dilma só está em início de governo, o PT deve ‘defender nosso Governo’. Não citou especificamente a presidente. Nem citou o PMDB e os expoentes Eduardo Cunha, Renan Calheiros ou o vice Michel Temer, que tem segurado a barra para a Dilma na articulação.

Com autoridade
A maioria das falcatruas na Petrobras ocorreu na gestão de José Sérgio Gabrielli na presidência da empresa, e ele continua incólume nas investigações. Em entrevista recente à Tribuna da Bahia, garantiu que não há nada contra ele. A conferir.

Voo solo
Mesmo presidente da maior empresa do País, ao contrário de CEOs, Gabrielli esnobava jatinhos. Viajou muitas vezes sozinho para Brasília em voo comercial.

Primeira dama
Laurita Arruda, esposa do ministro Henrique Alves (Turismo), deve ser lançada por ele candidata a prefeita de Natal. O PT deve investir no deputado Fernando Mineiro.

Em família
O ex-governador Garotinho (Rio) vai ficar no PR. Mas a filha, a federal Clarissa, está prestes a desembarcar com seu séquito no PSDB. Ela visa a prefeitura do Rio. Mas tem no caminho o colega Otávio Leite, ex-vice-prefeito e atual presidente do diretório.

Olho na rede
Antes de votar, os deputados e senadores têm recorrido às redes sociais, por tablets ou celulares, para conferir o que a turma tem comentado ou curtido nas suas páginas. Um tucano diz que pelo menos 25 deputados se nortearam pelas redes para votar o PL da regulamentação da Terceirização mês passado.

Maneco em Cuba
O ministro do Trabalho, Manoel Dias, baixou em Havana. Foi recebido pelo secretário de Relações Internacionais do PC cubano, José Balaguer. Debateram a estratégica do Brasil com os países do Caribe, a pressão do FMI sobre a Grécia, a Espanha e Portugal.

Revisitas
José Balaguer lembrou a trajetória de Leonel Brizola, que definiu como “grande amigo que sempre nos apoiou” na revolução cubana. Dias, ex-motorista de Brizola, que sonhava conhecer Cuba desde 1961, citou que foi muito influenciado pelo país de Fidel.

Som na caixa
O deputado estreante Sérgio Reis (PRB-SP), que defende a idade penal para 15 anos, foi ausência notada na votação da PEC na terça-feira.

Damas primeiro
O PL 1852/15 de Luiz Lauro Filho (PSB-SP) propõe que tenham prioridade no Minha Casa, Minha Vida as mulheres vítimas de violência doméstica.

Ponto Final
A Câmara Legislativa do DF aprovou lei que considera conceito básico de família a formação do casal ‘homem e mulher’.

Com Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS