PUBLICIDADE
Notícias

PF com operações em risco

12:00 | 05/05/2015
O assunto é tratado veladamente entre a cúpula da Polícia Federal, o Ministério da Justiça e a presidente Dilma, mas ganha ecos a partir de amanhã, com a mobilização dos delegados federais em todo o País. Eles reivindicam autonomia orçamentária mas, antes disso, a corporação requer a própria garantia de orçamento do Governo. Há cortes de verbas para diárias e custeios básicos para investigações, e o cenário coloca em risco mais de 180 grandes operações contra a corrupção. Em outubro, o diretor-geral da PF, Leandro Daiello, revelou à Coluna que havia 200 investigações especiais para sair.

Batalha pelo inquérito
A Associação dos Delegados de PF deflagra o ‘Deixa a PF trabalhar’, em protesto contra o desdém do Governo e o que chama de ingerência do PGR Rodrigo Janot.

Decolou
Pelos trâmites da fusão entre a Lan Chile e a TAM, está chegando a hora de os aviões rebatizarem o nome nas asas. A partir de junho, deve ser mesmo LaTam.

Submergiu
Nenhuma gota de petróleo na CPI, e entre autoridades e a Petrobras, sobre o sério vazamento em plataforma em alto-mar denunciado pelo Jornal da Cidade do Sergipe.

Drones nos Jogos
O mundo acaba e o Brasil não terá ainda uma legislação para o uso de drones. Cresce a cada dia a venda destes produtos, em lojas e pela internet, e o Governo pressiona a Anac. A agência já fez estudos para regulamentação, mas falta uma lei. A preocupação vem do COI, que pressiona o Comitê Rio 2016. Virou um jogo de empurra.

Restrição aérea
Há um debate sobre a segurança de autoridades e dos atletas de vários países – além, evidente, dos próprios aviões, cujo movimento vai aumentar durante a Olimpíada. O Governo deve editar um manual específico para uso de drones no espaço aéreo do Rio.

Três meses
O Correios não é mais o mesmo. Um brasiliense está revoltado com a demora de entrega de produto. Comprou um livro dia 5 de fevereiro e até ontem não recebera. O rastreamento online registra que o pacote saiu da agência no Rio.

Brasiiiillll!
O prazo de entrega do livro era de 30 dias. O cidadão fez reclamações, sem respostas. Aliás, ele pagou R$ 158 apenas para a obra.

Convocação..
O relator da MP dos Clubes de Futebol (nº 671), deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), já ‘convocou’ o time para o debate na Câmara. Amanhã a primeira audiência recebe especialistas para discutir a viabilidade financeira da renegociação proposta.

.,e time em campo
Até dia 20 de maio haverá mais cinco audiências públicas com convidados dos clubes das séries A à D, incluindo jogadores e cartolas, além de dirigentes da CBF. A MP editada pelo Planalto renegocia as dívidas bilionárias dos clubes do País.

Aposta alta
Assim como o Brasil, a China vive um momento policial eletrizante contra a corrupção. Lá o alvo são os cassinos e a lavagem de dinheiro. O cerco da Justiça fez três magnatas donos de cassinos – um chinês e dois americanos – perderem US$ 22 bilhões em 1 ano.

Mãos na guilhotina
Lá, como cá, a maior petroleira estatal, a Sinopec, entrou na mira da polícia. Foi preso no último dia 27 o presidente da empresa, Wang Tianpu, por suspeitas de corrupção. Ou, como se diz no Politburo, ‘sérias violações da disciplina do partido’.

Velório de segunda
Clima de velório ontem País afora entre alvinegros com a derrota do Botafogo no Estadual do Rio. Em Brasília, foi um chororô a reunião entre quatro botafoguenses: o governador Rollemberg, o chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, e dois diretores de estatais.

Ressaca do Poder
Na capital fluminense, o governador Luiz Fernando Pezão bebeu todas e mais algumas com amigos num bar do Leblon, e depois foi chorar em casa.

Ponto Final
Com o todo o respeito, esse velhinho de 101 anos achado vivo após 5 dias do terremoto no Nepal é o verdadeiro Bruce Willis: ‘Duro de matar’. Viva ele!

Com Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS