PUBLICIDADE
Notícias

PSB aposta em Romário e Marta para Rio e SP

12:00 | 21/03/2015
A Executiva Nacional do PSB fez uma jogada dupla ontem, de olho nas eleições das maiores capitais do País ano que vem. No mesmo dia em que a senadora Marta Suplicy, ainda no PT mas antipetista, faz uma festa para fechar informalmente com o PSB a fim de disputar a prefeitura paulistana, a Executiva destituiu o deputado Federal Glauber Braga do comando da legenda no Estado do Rio para entregar a presidência ao senador Romário, que já declarou estar disposto a disputar o Palácio da Cidade em 2016.

Recomposição
Mesmo com projetos municipais, o PSB tem candidaturas ameaçadas a importantes governos de Estado em 2018. Além do Rio, em SP, Rio Grande do Sul e Minas.

No tapetão
Romário recorreu a cláusula estatutária sobre montante eleitoral local para tomar o poder do diretório. O destituído Glauber ficou revoltado e desancou a Executiva.

Revoltado
Glauber fora eleito para comandar o diretório com 96% dos votos dos delegados. Repudiou a forma de condução de Romário e disse ser desrespeito à história do PSB.

Sem um pio
O senador Romário passou todo o processo sem dar um pio, apesar de procurado. E continua em silêncio, e trabalhando mais quieto que mineiro na moita.

Verde & água
Principal estância turística no eixo Brasília-Goiânia, a pequena Pirenópolis (GO) tomou iniciativa ainda não discutida em muitos municípios e fundamental em tempos de crise hídrica. O secretário de Meio Ambiente, Arthur Abreu, iniciou reflorestamento de nascentes e limpeza permanente do rio das Almas, que corta a cidade.

Disciplina
A partir de segunda-feira, a secretaria vai multar moradores e comerciantes com rede clandestina. O reflorestamento envolve voluntários, em especial alunos da rede pública. E implantação de cinco pontos voluntários de coleta seletiva de lixo.

Extremo & SP
Segue assim o exemplo da pequena Extremo, município do Sul de Minas Gerais que iniciou há 10 anos recuperação de margens e nascentes. Seu manancial corre para SP Paulo e é responsável por 30% do abastecimento do sistema Cantareira.

Tem mais
A Polícia Federal, que já investiga as contas secretas na Suíça, analisa lista do COAF desde a sua implantação, em 1998, para filtrar possíveis remessas ilegais.

Muito mais
O Swissleaks é o vazamento apenas dos clientes do HSBC. Ou seja, os 8 mil brasileiros com contas no exterior são apenas de um banco. A suíça tem 200 bancos.

Executivo x Legislativo
Do senador Álvaro Dias (PSDB-PR) sobre se houve cenário igual a este: ‘Desconheço, e dizem que eu sou um dos mais antigos aqui. Mesmo no período de Sarney com grande impopularidade ele tinha o apoio do Congresso’.

Claro, claro
Segundo o tucano, a exceção foi o presidente Fernando Collor, com o impeachment, ‘mas até o impeachment tinha também o apoio do Congresso’. O que não é o caso no momento. E critica o balcão de negócios com partidos (como se FHC não tivesse o seu).

Bolsa-Empresário, não!
Do economista Marcos Troyjo, professor do BRICLab da Columbia (NY): ‘Medidas que Levy propõe para o Brasil distanciar-se do abismo inspiram-se no Consenso (de Washington). É o caso de disciplina macroeconômica, reforma tributária e redirecionamento dos gastos públicos para infraestrutura ou educação.

Arruda & Rollemberg
Mais sobre a aliança de José Roberto Arruda (PR) o ex, com o atual governador do DF, Rollemberg (PSB): Julio Peres , secretário de obras do GDF, é primo de Flávia, esposa de Arruda. É o DNA de Arruda no setor onde ele mais atuou quando no comando.

A cara da província
Flávia é sua segunda esposa de Arruda. Era sua personal trainer, pela qual se apaixonou, e foi vice na chapa ao governo que chegou ao 2º turno, sem qualquer experiência.

Ponto Final
“Nunca, na história desse país, os políticos forma tão perseguidos pela Justiça”, deputado João Plenário, personagem do programa “A Praça é Nossa”.

Com equipe DF, SP e Nordeste
TAGS