PUBLICIDADE
Notícias

"PCC"e o Supremo

12:00 | 29/03/2015
Há um movimento de empresários e togados fazendo chegar à presidente Dilma que o Rio de Janeiro está poderoso demais no Supremo Tribunal Federal – já são quatro ministros: Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio, Luiz Fux e José Roberto Barroso, e que ela deve indicar um nome de outro Estado. A turma aponta que o trio PCC - Pezão, Cunha (Eduardo) e Cabral (Sérgio) se uniu em campanha para indicar mais um ministro. O motivo: o julgamento da repartição dos royalties do pré-sal.

Outro trio
Os citados para a vaga hoje são Benedito Gonçalves (STJ), Heleno Torres (USP), que é nordestino, o favorito dessa turma, e Luís Felipe Salomão, o favorito do trio ‘PCC’.

Último representante
Apesar de ser formada por nove Estados, o Nordeste não tem um único representante na composição do STF, após a saída do sergipano Ayres Britto.

Escalação
Atualmente, o Rio tem quatro ministros; São Paulo tem dois; e Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso têm um, cada.

Amnésia & Poder
O futuro ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, passou a ser acometido de amnésia na sexta, quando convidado pela presidente Dilma para assumir a pasta. Aceitou de pronto. Vinte dias antes, em entrevista a um jornal, ele criticou Dilma, disse que o ministério era ‘fraco’, que lhe faltava diálogo e que, eleitor, se sentia enganado.

Afinados
A nomeação de Janine Ribeiro para o MEC é a confirmação de que PROS perdeu pasta e o PT mantém controle. Ligado ao ex-ministro e prefeito Fernando Haddad, de São Paulo, Janine é o maior entusiasta do alcaide e o chama de maior promessa do PT

Os órfãos
O ex-ministro Cid Gomes (PROS) levara apenas três nomes de sua cota para o MEC. Não há certeza de que ficarão. O restante dos escalões do ministério há anos é controlado pelos petistas.

Esqueceram de nós
O Consulado de Angola cancelou o aluguel de sobrado onde vivem, desde 2001, oito imigrantes angolanos deficientes visuais. Pressiona para que voltem para seu país.

Proibidão
Lei no DF proíbe agora a publicidade de sex shop e motéis em painéis e outdoors em vias públicas. Os distritais querem instigar os partidos a replicarem nos Estados.

Licença ‘ex-maternidade’
Em prol das feministas, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) continua a provocar a ira da bancada cristã. Seu PL 7611/14 propõe não apenas a legalização do aborto por decisão da mulher, durante o parto, como dá garantias de licença de seis meses.

Em baixa
Com notórias prestações de pagamento em atraso na ONU e OEA, o Brasil viu há dias o Paraguai ganhar destaque que poderia ser seu, diante da Olimpíada do Rio. Os hermanos assumiram a presidência do Comitê Interamericano contra o Terrorismo.

Rebolou legal!
Nada como um dia após o outro. Até ser nomeado ministro do Turismo e sair da geladeira, o ex-presidente da Câmara Henrique Alves (PMDB) ‘rebolou’ muito. Deve sua nomeação ao esforço do vice Michel Temer. Em 2010, quando Dilma era apenas chefe da Casa Civil, Alves a presenteou com um bambolê para ter mais jogo de cintura..

Desandou
Não é só a tropa de elite que anda em crise. A situação desandou no andar de baixo. A Juventude PMDB se desligou da Secretaria Nacional de Juventude da Presidência, alegando que os diálogos com a secretária se esgotaram com a petista Severine Macedo.

Onda hacker
Provedores de internet alertam para onda de ataques hackers e de spams com vírus, com anexos como boletos e intimações inexistentes. A Justiça não envia por e-mail.

Maratona virtual
Após divulgar a tabela de preços de ingressos para todas as modalidades, a Rio 2016 soltou o calendário de competições. Confira no < www.rio2016.org.br > .

Ponto Final
O MEC vive uma sina. Antes um ministro da Educação que não gostava de professor. Agora, um doutor que criticou o próprio grupo que agora compõe.

Com equipe DF, SP e Nordeste
TAGS