PUBLICIDADE
Notícias

Esquentou o clima

12:00 | 09/11/2014
Lula e a presidente Dilma estão rompidos. Uma pequena mostra foi a breve aparição do ex-presidente no palanque da vitória no domingo da eleição. Depois, ele se foi e Dilma discursou sozinha. A razão da pendenga é a que todos pensam: ele capitaliza as duas vitórias dela e quer opinar mais; e Dilma quer independência – pelo menos no segundo governo. Dilma soltou um ‘Desta vez será do meu jeito’, para ministros palacianos. Há poucos dias, ela e Lula tiveram uma conversa numa tentativa de afinação.

Stress
Dilma foi internada sigilosamente por uma noite em SP um mês antes da eleição. A presença do médico Roberto Kalil no Alvorada na noite da vitória não foi só convite.

Agência$
O governo nunca arrecadou tanto, daí a grita dos empresários com a presidente Dilma. A ordem para diretores das agências reguladoras é multar e arrecadar de qualquer setor.

Tubarão na área
O setor estranha audiência pública convocada pela Antaq para ‘regular exploração de instalações portuárias no âmbito dos portos organizados’. É mudar o jogo jogado.

Harém na Esplanada
Aconteceu em fevereiro, mas só agora começou a circular na alta roda de Brasília e deixa os colegas de Esplanada estupefatos – ou com inveja: Um ministro metido a Don Juan emprega duas amantes no gabinete. Uma antiga namorada – dizem as más línguas que até aceita pela esposa – e uma nova, que se tornou namorada depois de admitida.

Tapas e beijos
Separadas por poucos metros no ministério, não daria outro resultado: as duas amantes saíram no tapa pelo chefe um dia. Hoje, vivem às turras, mais distantes, porém ainda no harém ministerial.

Língua afiada
O ex-senador Arthur Virgílio, o opositor ferrenho do governo Lula, agora prefeito de Manaus, não perdeu a verve: ‘Temos uma presidente eleita que pelo motivo de absoluta falta de carinho popular não pode caminhar nas ruas’, disse em encontro de tucanos.

Maratona de gênero
As deputadas do PT e PCdoB vão promover a Maratona Hacker de gênero na Câmara. Os programadores convidados vão desenvolver aplicativos para combate à violência.

Calma, gente
A ONG Escola sem Partido tem enviado para prefeitos e governadores anteprojeto de lei para barrar tentativas de ideologia partidária comunista na grade escolar.

MP x OAB?
Promotores do MPDFT rebatem indicações dos réus – entre eles o presidente da OAB-DF, Ibaneis Rocha – de que seja retaliação a ação cível contra pagamento milionário considerado ilegal a servidores da Câmara do DF, por correções do URV para Real.

Honorário$
Aliados de Ibaneis indicam que o MP não aceita a vitória judicial no DF, em ação defendida pelo presidente da OAB, na qual os advogados do governo local passam a receber honorários em causas públicas – os honorários de sucumbência.

Rebate
O MP foi contra esses honorários. Os promotores se defendem: ‘É natural do processo dialógico que muitas cogitações sejam pensadas para justificar uma ou outra atuação do Parquet, mas certo é que o MP trabalha dentro de suas funções constitucionais’.

Apressadinhos
Mal passou a eleição e já tem político pensando na Prefeitura do Recife: o prefeito Geraldo Julio (PSB) só fala em reeleição. O senador Armando Neto (PTB), derrotado para o governo, já se põe candidato. E Marília Arraes, rumo ao PT, é cotada.

Família, família..
Tucanos lamentam os ataques de Dilma a Aécio por nepotismo. Lembram que Tancredo certa vez confidenciou que os Tolentino (a família da esposa Risoleta) eram dor de cabeça. Foram os primos de Aécio empregados no seu governo que o constrageram.

Aeroporto
Aliás, a famosa fazenda de Cláudio (MG), onde Aécio pavimentou um aeroporto, é da família ligada à sua avó, e não a Tancredo. O tio dono é um Tolentino.

Ponto Final
Só no Brasil. O TJSP recusou indenização do governo ao fotógrafo Alex Silveira, que ficou cego de um olho com tiro de borracha dado por PM. Ao fotógrafo, ‘A culpa exclusiva do lamentável episódio do qual foi vítima’.
TAGS