PUBLICIDADE
Notícias

Dilma de olho no Dida da Rose

11:57 | 23/10/2014
Não é só o generoso empréstimo extra-regra de R$ 2,7 milhões para a amiga apresentadora de TV Val Marchiori que complica a vida do presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine. Há muito tempo quem o segura no governo é o ex-presidente Lula, que dará mais autonomia à presidente Dilma se for reeleita. Piora a situação de Bendine é que Dilma sabe que sua madrinha foi Rosemary Noronha, ex-secretária da Presidência em SP que caiu na Operação Porto Seguro da PF. Foi Rose quem convenceu Lula a promover Bendine %u2013 a quem chamava de Dida. No governo, o cotado para a substituição se Bendine cair é Paulo Rogério Caffarelli, hoje na Fazenda. Vaivém Paulo Rogério Caffarelli, aliás, deixou uma das diretorias do BB por divergências com Bendine. E também tem padrinhos fortes no governo e no PT. Arrependida Meses depois, a amigos, Rose ainda no cargo se mostraria contrariada com o desdém do presidente do BB. Ele não a atendia mais por telefone ou e-mail. Biquinhos Como notório, a presidente Dilma nunca engoliu Rose e seu papel de manda-chuva do governo em SP. Rose sumiu do mapa, demitida do escritório após a operação da PF. Vem bomba? O bunker do PSDB em Minas conseguiu outra bomba contra a presidente Dilma, que pode ser jogada à mesa por Aécio durante o debate da TV Globo na sexta. A última descoberta foi sobre o suposto emprego fantasma do irmão de Dilma na prefeitura de BH na gestão de Fernando Pimentel. Tucanos dizem que esta bomba é maior. A conferir Guerra dos dossiês Já o staff da petista teria descoberto mais informações constrangedoras contra Aécio, além dos revelados emprego à distância, nos anos 80, e a diretoria da Caixa como apadrinhado do avô. Seria uma acusação de agressão. A conferir, também. Bota fora Nenhum comitê dos deputados eleitos de Pernambuco foi aberto nos últimos dias para divulgar a campanha de Aécio Neves, como combinado pela coligação. Isso porque o governador eleito Paulo Câmara (PSB) entrou em campanha pelo tucano. Ouvidos moucos Numa reunião com aliados eleitos, Câmara pediu empenho da turma por Aécio. O senador eleito Fernando Bezerra (PSB) se preocupou mais com o celular, o tempo todo. Dois patrões Na ânsia de virar o jogo no DF, o candidato ao governo Frejat (PR) distribui santinhos com fotos pró-Dilma e pró-Aécio, tentando conquistar o voto dos eleitores de ambos. PF em alta O Instituto Nacional de Criminalística da PF conquistou o certificado de acreditação ISO/IEC 17025:2005. Um selo de qualidade internacional que passa a atestar a excelência em qualquer país das provas criminais produzidas pelos laboratórios do INC. Palavra do diretor Diz à Coluna o diretor-geral da PF, delegado Leandro Daiello: %u2018É um avanço para nossas investigações uma vez que o combate ao crime organizado não se faz hoje sem ações de inserção e parceria internacionais%u2019. Referência latina Os peritos da PF e seus laboratórios são reconhecidos como os melhores da América Latina. Elucidaram casos difíceis como o do bando que aterrorizava o Nordeste em assaltos violentos a agências da Caixa em 2010. Memória A quadrilha foi descoberta através de uma guimba de cigarro deixada num dos locais do crime. Após meses de investigação e cruzamento de dados de genética, a PF fechou o cerco ao bando no interior do Maranhão e o flagrou após um assalto. Mais Médicos (por concurso) Abertas as inscrições ao curso preparatório para concurso de médico legista do IML do DF, que pagará R$ 22 mil aos aprovados. As aulas serão promovidas pela Anadem, entidade que há 17 anos defende denunciados por erro médico. Em tempo Tramitam na justiça mais de 600 mil ações contra médicos no país por erros. A formação de peritos atende recomendação do CNJ de criação das varas especializadas em saúde para acelerar solução de processos envolvendo direito de saúde. Ponto Final Faltam três dias para o circo fechar as cortinas do picadeiro. Com Equipe DF, SP e Nordeste
TAGS