PUBLICIDADE
Notícias

O pacto do pijama faz CNV de boba

12:00 | 10/09/2014
A Comissão Nacional da Verdade ficou impotente diante do pacto de silêncio dos militares que atuaram contra guerrilhas durante a ditadura, e justifica com respostas sem nexo. O tenente-coronel José Conegundes do Nascimento, que se negou a comparecer a audiência com as respostas ‘se virem’ e ‘não colaboro com o inimigo’, foi classificado com problemas mentais. Não procede. Conegundes está tão esperto quanto outrora, e usou sua boa memória – a mesma que a CNV tentou explorar – para ajudar o major Lício Maciel a escrever o recém-lançado livro Projeto Orvil, bem vendido nas livrarias, sobre a atuação detalhada dos militares na repressão em várias frentes.

Lado a lado
Conegundes atuou com Maciel desde abril de 1972. Participou das mortes, em combate, dos guerrilheiros André Grabois, João Calatroni, Antônio Lima e Divino Ferreira.

Canta, Curió!
Sebastião Rodrigues de Moura, o Major Curió, e o coronel da reserva José Brant Teixeira, membro do Centro de Inteligência do Exército, também se recusaram a falar.

Araguaia
Todos eles atuaram no Araguaia no extermínio dos guerrilheiros. Brant foi um dos mais ativos, em operações rurais e urbanas. Era especialista em recrutamento de informantes.

Dr. César

Até 2008, Brant visitou Xambioá, na região do Araguaia, para manter na linha os antigos guias dos militares. Usou o codinome de Dr. César.

Memorial das PF
A Polícia Federal vai ganhar um memorial das grandes e históricas operações da corporação no País. Um livro, arquivos de áudio e vídeo com depoimentos e até uma sala de exposição permanente são preparados pela Associação Nacional de Delegados de Polícia Federal (ADPF) – instituição de 76 anos e hoje com 2.100 delegados.

Descoberta

É o Projeto Memória. Nas pesquisas, foi descoberto o áudio de uma reunião de delegados da década de 70, na qual citavam levantamento da demanda à época de 13 mil agentes e delegados para a PF.

Lista dos desejos

“Para se ter ideia de como a demanda é antiga, hoje não temos um terço disso”, comenta o delegado Marcos Leôncio, presidente da ADPF. A ADPF reivindica a mudança de escolha do diretor da PF para lista tríplice apresentada à presidência da República.

Tão perto

O atentado a bomba no metrô de Santiago do Chile acendeu a luz de alerta no serviço secreto do Brasil. Porque não há células terroristas lá e aqui.

Celular “postal”..

Os Correios compraram o know-how da italiana Post Mobile e lançarão ano que vem no Brasil o seu telefone virtual. Iniciaram conversas com as grandes companhias de telefonia e vão escolher uma delas para parceira exclusiva.

..Na linha

A ideia é copiar o case de sucesso na Europa: a telefônica parceira vende os aparelhos, que terão serviços oferecidos pelos Correios – e nos pacotes uma gama de produtos, claro, para a estatal concorrer de igual com as operadoras.

O empreendedor..

Um bastidor de como o empresário lidava com adversidades mostra o espírito empreendedor de Antônio Ermírio de Moraes, que morreu em agosto. Aconteceu há sete anos, conta quem participou do processo, e envolve a construção de uma ponte.

..E a ponte

Com início de exploração de bauxita em Miraí/MG, as carretas pesadas do grupo Votorantim não passariam por pequena ponte em Muriaé, a 30km, que dava acesso da estrada vicinal à BR-116. Como uma obra de viaduto exigiria meses entre licitação e construção para o estado, ele combinou com o governo e pagou a obra do bolso.

Mais três meses

Está difícil para o governo achar quem queira substituir Mantega na Fazenda, se o PT ficar. Isso tudo em meio à fritura nacional feita pela chefe, que disse que o trocaria.

Na rede também

Líder na disputa para o Senado pelo Maranhão, Gastão Vieira (PMDB) ri à toa. Lidera o rank no site políticos.org.br, que lista candidatos ao Senado de todo o País.

Ponto Final

Barack Obama anuncia hoje novo plano de combate ao terrorismo. Pena que não sugere o combate ao terrorismo eleitoral que ocorre por aqui..

Com Equipe DF, SP e Nordeste

TAGS