PUBLICIDADE
Notícias

Um Rio de candidatos com chances

12:00 | 06/08/2014

Pelo cenário atual e indicações das pesquisas, o Rio de Janeiro promete ter a campanha mais acirrada do País para governo do Estado. A despeito dos tempos desproporcionais de TV, os quatro principais candidatos têm chances concretas. Crivella (PRB) e Garotinho (PR), que lideram, o governador Pezão (PMDB), em terceiro, que tenta reeleição, e Lindbergh (PT), na lanterna, mas não abandonado por Lula. Os candidatos começaram esta semana agenda de gravações intensa para rádio e TV, a grande aposta. Pezão pode crescer porque tem o triplo de templo dos líderes, e o dobro de Lindbergh.


No cantinho
Pezão vai priorizar as UPPs e UPAs, unidades de segurança e saúde criadas pelo padrinho Sérgio Cabral, que aparecerá em algumas curtas gravações.


O sumiço
Cabral desistiu de se candidatar ao Senado, com a imagem arranhada pela farra de Paris, e a ascensão política surpreendente de Romário (PSB), líder para o Senado.


Duas visões
Com pouco tempo de TV – um terço do governador – Crivella dirá que é o único sem processos e investirá nas políticas sociais; e Garotinho, no ataque contra Cabral.


Mãozinha amiga
Lindbergh foi abandonado por Dilma, mas não por Lula, padrinho da candidatura. Lula tem na cabeça que pode eleger o primeiro cara-pintada governador do Brasil.


Batom na urna
Celebridades locais ou nacionais, mulheres que se destacam no que fazem decidem mais entrar na política a cada eleição. Caso da cantora Sula Miranda, candidata a deputada federal; Cida vencedora do BBB 4 também tentará a Câmara; e surge em Brasília Fernanda Espíndola, Musa do Candangão 2009, que disputará vaga de Distrital.

Pra todo gosto
Para quem diz que é só bonita, Fernanda Espíndola tasca: é graduada em Biologia, atua como perita da Polícia Civil e, para alegria dos boêmios, é ‘Cachaçóloga’ com curso em universidade na capital.

Excomungado
Nem saiu da tempestade na qual se meteu com tentativa de maracutaia, o deputado federal André Vargas (ex-PT) começa outra, e com a Igreja. Veja o que respondeu em entrevista a jornal sobre a ‘independência financeira’ flagrada em grampo: ‘Aquilo que foi publicado é uma bravata do Alberto Youssef. Sociedade ele tinha com a Igreja’.

Explica-se
É que, segundo a operação Lava Jato da PF, o doleiro Yousseff seria sócio de hotel em Aparecida (SP), erguido em terreno da Igreja.

Itororó
Aquela cantiga ‘Fui ao Itororó, beber água não achei..’ é tão pertinente quanto a situação da famosa Vila Itororó depreciada pelo tempo em São Paulo, como mostrou reportagem de Emílio Sant’anna na Folha. A Prefeitura de SP promete R$ 50 milhões para recuperar sobrados para que se transformem em ateliers e centros culturais.

Aposta..
Com a economia estagnada e governadores com caixa apertado, voltou a tramitar na Câmara o projeto de lei 472 de 2007, que autoriza os Estados a explorarem loterias. Hoje, só o governo federal pode, através da Caixa, e fatura muito, muito alto.


..certeira
O projeto estava parado desde 2009 na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara, e agora o relator Pedro Eugênio (PT-PE) deu parecer favorável. Boa parte da arrecadação das loterias podem render muito aos caixas dos governos.


Sustentabilidade
Interessante e pertinente a campanha lançada pelo Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (CEBEDS), que reúne grandes empresas para debater o tema. A Agenda por um País Sustentável será apresentada hoje em SP e propõe aos presidenciáveis 22 propostas formuladas pelos CEOs.


Nas redes
O CEBEDS provoca o cidadão a escolher seus temas favoritos dentro dessa agenda, compartilhar nas redes e debater. O link - http://cebds.org.br/agenda/


Neoimortais
Pule de dez as eleições de Zuenir Ventura, Ferreira Gullar e Tiago de Mello para a Academia Brasileira de Letras. Merecidamente, vale registrar.


Ponto Final
As loterias do governo arrecadaram R$ 4,5 bilhões só no primeiro semestre..
______________________________
Com Equipe DF, SP e Nordeste

TAGS