PUBLICIDADE
Notícias

O parecer de Barbosa

12:00 | 13/08/2014
Em encontro com círculo de amigos, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa revelou que deixa a Corte de “alma lavada”, porque estava de saco cheio do PT e da pressão política sobre o julgamento do Mensalão, que o consagrou como relator da AP 470. Contrariou previsões de que vá se candidatar nas próximas eleições, diz que admira, mas a política não é a dele. Ele pretende trabalhar numa banca privada com escritório em Brasília, como consultor jurídico e escrevendo pareceres – que custam fortunas.

Tabela
Ex-ministros do STF ou STJ que hoje atuam como consultores de bancas não cobram menos que R$ 200 mil reais por um parecer.

Ponte aérea
Barbosa deve morar em um apartamento seu no Flamengo, na Zona Sul do Rio, e manter outro apartamento em Brasília.

Volto já
O ex-ministro pretende encarar uma temporada, longe de mídia e holofotes, em seu apartamento em Miami. Estuda aceitar convites para palestras.

Os voos de Cunha
Como avião em cidade pequena é novidade e faz muita gente curiosa correr, não será surpresa se surgirem fotos de jatinho na pista do aeroporto do município de Cláudio (MG), ao lado da fazenda dos Cunha. Visitante ilustre, Cunha baixava lá vez em quando para galopar nos cavalos e rever a família. Cunha é o apelido local de Aécio Neves.

Fogueira histórica
Curiosamente foi nessa fazenda de Cláudio que nos idos de 80, durante as ‘Diretas Já’, Tancredo Neves recebeu para jantar o sindicalista Luiz Inácio ao redor de uma fogueira. Tancredo revelou que já tinha fechado com militares para assumir o governo, e previu também que Lula um dia seria presidente.

Trote aéreo
Contam nas montanhas que Aécio muitas vezes viajou por Minas Gerais no jatinho PT-GAF, que estaria em nome de seu padrasto.

Cinzas processuais
Alvo de ações seguidas, a fabricante de cigarros Souza Cruz informa que em 20 anos as Cortes do País rejeitaram 918 ações de indenização contra a empresa. Todos baseados na jurisprudência do STJ de que o cidadão tem livre arbítrio e sabe dos perigos do fumo.

Uma pechincha

Não tá fácil nem para bilionário, mas tem quem aposte que sobra dinheiro no Brasil. Um magnata de Miami colocou à venda seu iate de US$ 2,4 milhões, e anunciou na VEJA Brasília neste fim de semana, para ‘pronta entrega’.

SUT
Mais sobre o SUT – Sistema Único do Trabalho, que o ministro Manoel Dias trabalha para consolidar: o objetivo é ‘descentralizar os serviços, disponibilizar mais recursos para atendimentos, agilizar respostas às demandas, e agendamento eletrônica’.

Laboratórios
O projeto piloto do SUT será em agências do Rio e Ceará. Começará com emissão online de carteira de trabalho, formato de um cartão com chip. ‘Temos 400 mil atendimentos/ dia no Brasil, o ministério é o maior prestador de serviços da União’, diz.

Que Saúde!
Candidato ao governo de Pernambuco e líder nas pesquisas, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) decidiu se licenciar do cargo no fim de julho para ficar no reduto. Atitude sensata, não fosse uma esperteza. O nobre parlamentar tirou licença-saúde.

Licença-esperteza
Armando vai “cuidar da saúde” em campanha pessoal e partidária diariamente no Recife em rincões, sem vínculo com a Casa Alta, mas recebendo seus salários, verba de gabinete e outras mordomias do cargo.

Ponto Final
Ao contrário do publicado na coluna de 9 de julho de 2013, os advogados da União que participaram do curso na Califórnia não gozavam de ‘licença remunerada’. Mas recebiam seus salários.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

TAGS