PUBLICIDADE
Notícias

Minas, Rio e SP são os maiores desafios para Campos

00:30 | 11/07/2014
Após abandonar à sorte o seu candidato ao governo de Pernambuco e pouco aparecer no Estado, Eduardo Campos (PSB) surgiu para reunião de campanha no Recife. Longe dos holofotes, dirigentes locais do PSB cobraram mais engajamento do presidenciável na região. Campos indicou para a executiva suas preocupações a partir de agora: Minas Gerais, onde está sem palanque; Rio, onde só tem Romário para o Senado, como grande cabo eleitoral; e São Paulo, onde tem o vice de... Geraldo Alckmin (PSDB). Em suma, está sem base forte nos três maiores colégios eleitorais.

No front
Aécio Neves (PSDB) tem potencial de vantagem nestes Estados. O PSDB tem os governos de Minas e SP. E o PMDB do governo do Rio está com ele, não com Dilma.

Em casa
Com Padilha fraco em SP, e desconfiada do PMDB no Rio, a presidente Dilma investirá forte em Minas, onde nasceu, com Fernando Pimentel (PT) como palanque.

No hangar
Sem barulho, a francesa Airbus aterrissou no Brasil. Criou a Airbras para concorrer com a Embraer e conquistar contratos para aeronaves de Defesa na América do Sul.

Faltou o acerto
A morte de Plínio de Arruda foi pouco lembrada pelo PT. Um dos fundadores do partido, Plínio era a grande estrela ao lado de Lula, até 1990, quando brigou com José Dirceu. O motivo daria um script cinematográfico: envolve traição, xingamentos e o ex-rei da soja Olacyr de Moraes na reta final da campanha ao governo de SP em 1990.

Briga histórica
Foi a partir do episódio que Dirceu deu uma guinada e começou a se tornar o todo poderoso do PT. A família de Plínio e a cúpula do partido sabem dos detalhes: de como Dirceu deu um drible no candidato e, digamos, controlou as finanças da campanha.

Claças-justas
Pergunta que circula em Brasília: Por que o poderoso Paulo Octávio, ex-vice governador, quando preso, ficou numa sala do Batalhão da PM, e não no Presídio da Papuda como os outros acusados de negociação de alvarás para construção?

Coalizão da fé
Nada menos que 11 partidos selaram aliança em torno da candidatura de Expedido Junior (PSDB) ao governo de Rondônia e pelo Pastor Everaldo (PSC) para a Presidência – e, claro, a mesma turma será palanque também para Aécio Neves.

Fogo amigo
Assim fica difícil ajudar. A Força Aérea do Sudão bombardeou, há dias, não se sabe se por engano, um hospital de campana da Organização Médicos Sem Fronteiras que atendia a civis feridos. Seis ficaram (mais) feridos – cinco pacientes e um médico.

Esplanada na Copa
A TV Globo, que a todo tempo exaltou demais e fez oba-oba com uma seleção de futebol fraca, esqueceu de informar: time que faz 5 gols em 10 minutos pode pedir música no Fantástico?

Ponto Final
Os sete gols da Alemanha só não superaram o número de comerciais milionários que Felipão e jogadores fizeram enquanto deveriam treinar.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

TAGS