PUBLICIDADE
Notícias

O IPhone tupiniquim

00:30 | 17/06/2014
NULL
NULL
Está prestes a ter desfecho a batalha judicial entre a brasileira Gradiente e a gigante americana Apple pela marca Iphone. Desvelando a cortina do espetáculo judicial, vê-se como a burocracia é o entrave tanto atacado pelos empresários: a Gradiente requereu em 2000 ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) a marca IPhone, mas a autarquia só liberou a patente em 2008, um ano após a Apple lançar mesma marca mundialmente. Se o INPI tivesse dado o registro a tempo, o IPhone seria brasileiro.

Ou seja
A Apple, como fez com uma fabricante da China, pode comprar a patente – o que provavelmente pode acontecer agora no caso brasileiro. São bilhões em jogo.

Eles não perdoam

Os jornais argentinos ironizaram no domingo a.. Fifa: publicaram foto do ônibus da delegação hermana em conserto com a manchete: temos o primeiro lesionado da Copa.

Epa, Epa
A Comissão Nacional da Verdade, prestes a concluir seu relatório, pode pegar fogo. O governo do Chile tem documentos inéditos sobre mortes e torturas de brasileiros na ditadura Pinochet. Não por acaso a presidente Michele Bachelet está no Brasil.

Batalha..
Mais um capítulo quente do embate entre procuradores e delegados. As associações de delegados – da PF e do Brasil (civis) – soltaram nota de repúdio sobre nota técnica emitida pela Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR). É a batalha entre as duas categorias sobre o mando do inquérito e comando de investigações.

..requentada
A nota técnica, enviada ao Senado em referência à PEC 73/2013, altera o parágrafo I do Artigo 144 da Constituição, e aniquila a carreira de delegado. A PF também vive uma batalha interna entre delegados e agentes federais, que exigem carreira única.

Rolo
Alberto Youssef é peixinho perto dele. O mais enrolado dos doleiros preso pela Lava Jato da PF, Carlos Alexandre Rocha, o Ceará, é acusado pelo MP Federal dos crimes de compor organização criminosa, evasão de divisas, falsidade ideológica, corrupção de funcionários públicos, tráfico de drogas, peculato e (ufa!) lavagem de capitais.

Brasileiros..
Enquanto muitos indicam que o País do futebol deixa a desejar no cenário intelectual, dois brasileiros se destacam e tornaram-se dos mais requisitados palestrantes internacionais em suas áreas: Marcelo Rech e Marcos Troyjo rodam o mundo.

.. na vitrine
O economista Troyjo fundou o BRICLab na Columbia Uni (NY), é colunista do Financial Times e faz palestras na Europa, EUA, China e Rússia. O jornalista Rech tornou-se conhecido pela experiência em cobertura em áreas de conflito e área de Defesa. Mês passado falou na Agência Europeia de Defesa, na chancelaria da União Europeia, no QG da OTAN, e no gabinete da Angela Merkel.

Termômetro universitário
O professor Francisco Lima, da Faculdade Icesp/Promove, no DF, fez sondagem de intenção de votos com alunos, mestres e funcionários: deu Eduardo Campos, seguido de Aécio, Dilma, Marina Silva e.. Bolsonaro – na frente de Joaquim Barbosa, Lula e Serra.

O senador herói
O senador Gim Argello (PTB-DF) não foge ao estereótipo físico de alguns parlamentares, embora faça caminhadas. Gordinho, foi curtir uma praia em São Vicente, sua terra natal no litoral paulista, num fim de semana em 2009.
De repente lá da areia viu um menino se afogando e não titubeou. Correu para a água e nadou para salvá-lo. Conseguiu mar adentro tirar o garoto do perigo, mas sem a devida prática e experiência, passou de herói a vítima e começou a se afogar.
Já salvo na areia, o menino pediu socorro e os salva-vidas chegaram a tempo de puxar o parlamentar da água, para alegria geral dos banhistas.

Ponto Final
Agora, a Copa. Depois, eleição até novembro. O ano acabou em Brasília
______________________________
Com Equipe DF, SP e Nordeste

TAGS