PUBLICIDADE
Notícias

Capital para gringo ver

00:30 | 13/06/2014
NULL
NULL
Maior PIB per capita do País, Brasília não é mais a tão dita ilha da fantasia. Depois do vaivém das ações social e policial para retirada de mendigos e sem-teto de vários pontos, como na Igrejinha da 107 Sul, ponto de turistas, o governo do DF limpou de vez a área. Tirou todos dali e deixou uma patrulha da PM. Mas a segurança continua fraca. Nada que impedisse um sequestro-relâmpago de uma mulher na quadra 602 Sul e um arrastão – crime inédito – num restaurante próximo ao estádio nacional.

Copa nas ruas
Semana passada, dois mendidos se esfaquearam em frente à igreja. Com registros diários em várias quadras, o sequestro-relâmpago é o crime que mais cresce na capital.

Sssss...
Um silêncio ensurdecedor tomou o Governo do DF com a descoberta de que a primeira-dama foi flagrada em tráfico de influência em grampo da Polícia. Sumiram todos.

Alô, Anatel!
A GVT deixou clientes com sinal de internet instável ontem em Brasília. Resolveu em algumas horas. Já a Nextel não consegue completar portabilidades de alguns clientes.

Saladão eleitoral
Veja a salada eleitoral do Piauí. A eleição juntou os três senadores do Estado num palanque só: Wellington Dias (PT) disputa o governo, que terá João Claudino (PTB) para a reeleição à Casa Alta. E Ciro Nogueira (PP) é o coordenador das campanhas. Todos avalizados pelo ex-presidente Lula, que dá a bênção pessoalmente hoje.

Chuva lá e cá
Os paranaenses estão brabos. O Estado, governado por um tucano, recebeu R$ 140 mil de emergência da União por causa das cheias que atingem 132 cidades. Santa Catarina, de governo aliado, levou R$ 5,4 milhões para 31 municípios afetados.

Mundo tem jeito
A ONG Médicos sem Fronteiras comemora o tratamento, em um ano, de mais de 2 mil crianças desnutridas no Sudão do sul, a pior área de conflito civil na África atualmente. No Congo, vacinou mais de 200 mil crianças contra o sarampo.

No ar..
A Inframérica construiu o melhor aeroporto da América do Sul em Brasília, mas cometeu capitalismo selvagem com pequenos comerciantes no Aeroporto JK. Não aceitou nem propostas de reajustes de aluguel. A Dufry monopolizou o comércio.

..e no chão
Enquanto erguia o novo JK, a Inframérica enfrentou na Justiça pequenos comerciantes que já pagavam caro o aluguel. E pressionou juízes para dar celeridade aos processos, usando o argumento de que a morosidade da Justiça atrasaria as obras do terminal.

Charge de Aliedo
O agitador ‘espontâneo’

Um conhecido deputado federal de Pernambuco, em campanha em eleição passada, era muito ovacionado por um homem que aparecia em seus comícios pelos bairros e região metropolitana do grande Recife. Curiosamente esse mesmo agitador de plateia pró-deputado surgia nos comícios do interior. Só ele aplaudia. Até que um dia, ao descer do palanque, o parlamentar foi flagrado por populares dando R$ 50 para o misterioso homem, que parecia muito feliz. E o deputado, sem graça, justificou, com riso amarelo: ‘Hehe, eu dou uma ajudinha para a família desse pobre senhor....’.

Ponto Final

Depois da Copa, começa o humorístico eleitoral nas nossas TVs.

Com Equipe DF, SP e Nordeste
 
 

TAGS