PUBLICIDADE
Notícias

Governo recua de portaria sobre aborto no SUS

00:30 | 30/05/2014

O Ministério da Saúde recuou e revogou a portaria 415, com aval da presidente Dilma, após repercussão negativa com a revelação da Coluna sexta passada. Dilma está de olho na eleição e sob risco de ataques da bancada evangélica. A portaria oficializava a ‘interrupção da gestação’, em lugar de ‘curetagem’, e gerou polêmica. Juristas ouvidos pela Coluna apontavam insegurança na interpretação e risco de liberação do aborto para casos gerais. Hoje, a lei permite para casos de estupro, anencéfalo e risco de vida.

Cerco e apreensão
Dilma quer evitar ataques de adversários evangélicos e católicos que podem lhe tirar votos. O líder do PMDB, Eduardo Cunha, evangélico, já cercara o ministro da Saúde.

A dor do voto
Dilma Rousseff sabe a dor de cabeça que o assunto lhe traz. Em 2010, às vésperas da eleição, uma frase mal interpretada a colocou na mira de evangélicos e católicos.

Saiu caro
Em 2010, após a polêmica, o PT pagou jatinho para que Gilberto Carvalho, Marcelo Crivella e Magno Malta corressem igrejas do País para acalmar padres e pastores.

‘Falha técnica..’

Pressionado, o Ministério da Saúde alegou ‘falhas técnicas’. Mas onde há falha técnica alegada, também há insegurança jurídica. O fator eleitoral, na verdade, pesou mais.

Dilma rifa Gleisi
No jantar dos pré-candidatos do PMDB, na terça no Palácio do Jaburu, com a presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer garantiu ao senador Roberto Requião que vai intervir no diretório do Paraná para bancar a candidatura dele ao governo. A operação tem aval da presidente Dilma, que assim rifou Gleisi Hoffman (PT).

Agora vai!
O PMDB está rachado entre candidatura e o apoio ao governador Beto Richa, candidato à reeleição. Como Temer sabe que Requião não tem os delegados para a convenção, já adiantou a estratégia. A turma de Richa diz que ‘será mais gostoso vencer de Requião’.

Pelo PT nacional

Gleisi Hoffmann sobra e sua candidatura fica enfraquecida, porque a previsão, hoje, seria um eventual 2º turno entre Richa e Requião. Sem Requião na disputa, Richa pode ganhar no 1º turno e Dilma ficaria sem palanque num eventual 2º turno nacional.

Isca no anzol

Pelo menos 14 delegados de entidades ligadas à pesca e aquicultura decidiram ontem seus 27 representantes da sociedade civil no Conape. O setor é dos que mais cresce.

Privataria..
Congressistas reclamam que PT, PMDB e PSDB enterraram pedidos de abertura da CPI da Privataria Tucana. Os presidentes da Câmara Marco Maia (PT) e Henrique Alves (PMDB) não instalaram, apesar de aprovada, ideia de Protógenes (PCdoB-SP).

.. na gaveta
O deputado Protógenes recorreu então à CCJ da Câmara, o deputado Chico Alencar (PSOL) se posicionou a favor em relatório e o presidente da Comissão, o petista Vicente Cândido (SP) sentou em cima.

Previ & Funcef

As coisas estão mudando gradativa e silenciosamente nos bilionários fundos de pensão de servidores federais, alvos da cobiça partidária desde que dom Pedro soltava pipa. Os sindicatos perderam a eleição na Funcef (Caixa) e agora perderam na Previ.

No sapatinho

A chapa que ganhou a eleição na Previ é ligada a Anabb- associação dos funcionários do BB, que também tem ligações políticas com a esquerda, mas sempre foram oposição ao Sindicato dos Bancários de São Paulo – ligado tradicionalmente ao PT.

No alambrado
Piada no Recife: O elenco do Santa Cruz, na zona de rabaixamento, pode ser interditado pela Vigilância Sanitária por ‘Empatite B’, doença que só faz o time empatar.

Vez dos marqueteiros
O marqueteiro Chico Santa Rita faz palestra sobre Rádio e TV – a importância da estratégia, em Brasília, hoje às 15h, no auditório do CNTC.

 

Hello, Miami
Com a anunciada aposentadoria no STF, o ministro Joaquim Barbosa prepara sua mudança para Miami, onde pretende morar por alguns meses e submergir do noticiário do Brasil, com a saída prevista para fim de junho. Ele tem um quarto-e-sala de 50m² comprado com financiamento, num bairro nobre da cidade da Flórida, conforme revelou a Coluna em 2013. Barbosa assim foge ao esperado confronto com o inimigo Ricardo Lewandowski, que assumirá a presidência.

 

Ponto Final
Depois dessa polêmica sobre as trapalhadas do governo sobre o aborto, vale republicar: "Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade". George Orwell

Com Equipe DF, SP e Nordeste
 

TAGS