PUBLICIDADE
Notícias

A casa caiu

00:30 | 31/05/2014

A cúpula do PT está em polvorosa. Perdeu representantes – e respectivamente o controle – dos dois maiores fundos de pensão do País, a Funcef (Caixa) – R$ 80 bilhões de patrimônio – e a Previ (Banco do Brasil), com R$ 170 bi em caixa.

 

Chapas ligadas ao partido sofreram derrotas nas eleições nas últimas duas semanas. O PT tinha domínio dos fundos desde a chegada ao Poder, em 2003, numa articulação de José Dirceu e Luiz Gushiken. A maioria dos fundos de pensão federais é sócia de grandes empresas doadoras de campanhas para deputados e senadores. Para o antenado leitor da coluna, essas poucas linhas bastam.


Desgastou
O desgaste da ingerência política nos conselhos e as decisões suspeitas de investimentos dos fundos bilionários em apostas sem retorno apenas começou, dizem fontes.


Tiro certo
A Previ é o maior fundo de pensão da América Latina. Só em 2013 lucrou mais R$ 3 bi. Uma curiosidade, ela tornou-se sócia majoritária da Taurus, a fabricante de armas.


A onda
A retomada do poder pelos funcionários de carreira, para por ordem nos fundos, criou uma onda que pode seguir nas futuras eleições de Petros (Petrobras), Centrus (BC), etc.


Ligaçõe$
A Petros, por ex. é sócia e tem membros nos conselhos de grandes corporações como Oi, Telemar, Itaú, Shoppings Iguatemi, Brasil Foods, Norte Energia (Belo Monte)..


O vice de Padilha
O vice na chapa de Alexandre Padilha (PT) na disputa pelo governo de São Paulo sairá do PR de Valdemar da Costa Neto, garante um aliado de Lula. E a ministra Marta Suplicy (Cultura), a despeito do boato de que seu recente jantar de confraternização foi para se mostrar como opção, vai ajudar o candidato escolhido pelo ex-presidente.


Tratorados..
Ainda sobre a novela da isenção do emplacamento de tratores, que irritou deputados da bancada ruralista (Dilma vetou a lei aprovada): um decreto da presidente recuou, em parte. A interpretação é de que de 1º de agosto de 2014 para trás todos estão isentos.

..Mas

De agosto para frente, terão que licenciar, emplacar, registrar, pagar IPVA, desde que transitem em algum momento em via pública. Ou seja, nenhum ficará isento. O decreto foi recebido como piada pelo autor da lei, deputado Alceu Moreira (PMDB-RS).

Dudu, o Gaúcho

Para afagar a bancada ruralista e buscar votos na região ainda fraco, Eduardo Campos (PSB) desembarca em Porto Alegre na próxima terça, para encontro com empresários.

Everaldo, o Gajo
Pastor Everaldo (PSC), 4º lugar nas pesquisas, chega hoje a Lisboa, onde fica por alguns dias para visitar autoridades e empresários. Dará coletiva na segunda num hotel.


Chioro na mira
A despeito de revogar a Portaria 415, que oficializava o aborto no SUS com novos valores e procedimento, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, será convocado na segunda para explicar o caso, na Câmara dos Deputados.


Cunha, o algoz
O líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha, evangélico e que cercou Chioro, ainda patrocina dois projetos para derrubar o aborto legal no SUS: o PL 6033/13 revoga a lei 12.845 aprovada por Dilma. O PL 5069/13 tipifica como crime contra a vida o anúncio de meio abortivo e prevê penas específicas para quem induz a gestante ao aborto.


Os cotados
Com a iminente saída de Joaquim Barbosa do STF, pululam os nomes na mesa da presidente Dilma. Os mais cotados por ora: Benedito Gonçalves (do STJ), Maria Elizabeth Guimarães (STM), Heleno Torres, da USP; Luís Adams (AGU) e o favorito José Eduardo Cardozo, o ministro da Justiça, renomado constitucionalista.


Cansaço nada
Barbosa sai em meio ao polêmico julgamento sobre perdas dos planos econômicos que, dependendo do resultado, pode levar os bancões a reembolsar quase R$ 100 bilhões a poupadores. Ele sabe do que foge – não necessariamente do julgamento.


O veterano
José Sarney, esperto, percebeu possível desgaste político no Amapá e pode concorrer ao Senado pelo Maranhão – a filha Roseana Sarney desistiu em abril da disputa.


Tucanou de vez
Ao contrário do divulgado, o ex-governador Paulo Hartung, do ES, não jantou com Dilma e Temer no Jaburu. Se disputar o governo ou Senado, ele será aliado de Aécio.


Ponto Final
Chegamos em Junho, e o ano já acabou..
______________________________
Com Equipe DF, SP e Nordeste

TAGS