PUBLICIDADE
Notícias

A fé quadrienal

00:30 | 23/04/2014

Um fenômeno religioso que acomete políticos brasileiros – A Fé Quadrienal – atacou pelo menos três ilustres no feriadão. Ele surge a cada quatro anos, o da eleição, e afeta em especial os que disputam o Poder Executivo. A abrangência é outro mistério: entre a Páscoa e o fim de Novembro. Depois some do corpo do hospedeiro, para reaparecer em quatro anos. Casos desta Páscoa foram Aécio Neves, Eduardo Campos e Alexandre Padilha, que surgiram em missas e procissões da Igreja.

Números explicam
O Brasil tem 60% da população católica – estimam-se mais de 30% dos eleitores. A presença dos políticos indica que eles vão acolher temas cristãos na campanha.

De repente
Não há notícias recentes, ou até de anos atrás, que registram os três pré-candidatos nas celebrações as quais participaram na Páscoa. É uma mistura de devoção com vitrine.

Tocha na mão
Aécio e Campos são candidatos ao Planalto. Padilha, ao governo de SP. O tucano apareceu em São João Del Rey carregando tocha na procissão do enterro (foto no site).

Alô, paulistada
Campos e Padilha, que buscam o eleitorado paulista, foram a missas do Santuário de Aparecida, onde milhares de fiéis de São Paulo e do Brasil puderam vê-los ali e na TV.

Peixinhos..
O Ministério da Pesca tem dados alarmantes sobre o tráfico internacional de peixes ornamentais. Parece bobeira, não é. ‘É altíssimo’, diz uma autoridade. A rota de saída do comércio ilegal é pela Venezuela e Paraguai. Via terrestre e até em aviões, com espécies escondidas em saquinhos de água no meio da bagagem de roupas.

..e ‘tubarões’
A descoberta se deu numa feira na China, recentemente, durante visita de diretores do ministério. Reconheceram espécies em aquários, inclusive catalogadas pelos feirantes como provenientes do Brasil.

Morde e assopra
Um mistério o que se passa na cabeça dos diretores da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A agência compra coletes a prova de balas para seus fiscais, mas engaveta há anos a proposta de adicional de periculosidade.


Ou seja..
Os aguerridos fiscais da ANTT têm a certeza de que vão apanhar nas estradas, ou até levar tiro, mas não ganham nenhum incentivo salarial para isso.


Drible
A Igreja Católica e as pentecostais atuam forte no interior. Apesar de postos do SUS publicarem em placas a distribuição de preservativos e contraceptivos, em alguns locais a segunda palavra é riscada ou coberta dos avisos.


Agora vai..
Ou a turma ministerial que está lá não sabe fazer, ou agora teremos um grande avanço. Portaria 34 de 17 de abril da ministra Marta Suplicy criou o GTC - Grupo de Trabalho da Cultura, com mais de uma dezena de membros da pasta e outros poderes, não remunerados, que se reunirão para propor políticas e resoluções para o setor.


Trio extra-poder..
Engana-se quem pensa ser apenas mais uma entre as dezenas de Frentes Parlamentares do Congresso para gritar por sua demanda. A Coalizão Parlamentar pela Reforma Política Democrática, lançada ontem, tem a chancela da OAB, da CNBB e do MCCE.


..dá o tom
O trio é o poderoso lobby dos advogados, da Igreja e dos magistrados que avalizaram e conseguiram aprovar a Lei Ficha Limpa. A Igreja vai distribuir nos mais de 10 mil templos cartilhas sobre a nova proposta. A OAB quer coletar 2 milhões de assinaturas.


Pé na lei
O federal Pedro Uczai (PT-SC) protocolou projeto de boa utilidade pública para os deficientes: fabricantes de calçados terão de ofertar não apenas pares, mas também unidades especiais e tamanhos diferentes, de acordo com a demanda do cliente.

Cerco ao silicone
Com casos seguidos de morte e deformações, a deputada Sandra Rosado apresentou projeto de lei para tipificar como crime o uso de silicone industrial em cirurgias.


Ponto Final
A confirmação pela Comissão da Verdade sobre a morte acidental de JK é um alívio para militares, informa gente da caserna.
______________________________
Com Luana Lopes e Equipe DF e SP

TAGS