Participamos do

Comissão da Verdade vai listar os "ruralistas do regime"

00:30 | Mar. 13, 2014
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Após ouvir vítimas torturadas e militares da reserva – suspeitos de tortura – a Comissão Nacional da Verdade pretende descobrir quais as empresas simpatizantes da ditadura que financiaram o regime. Em especial, os grandes usineiros, latifundiários e conglomerados econômicos do agronegócio. A conselheira Rosa Cardoso enviou email reservado para seus pares, convidando o grupo para um seminário no sábado em São Paulo a fim de iniciar as investigações. E pediu sugestões de nomes e casos suspeitos.

 

Bancada da cerca
A situação é delicada. A bancada ruralista deve gritar. E o assunto é tema de pesquisa da conselheira Maria Rita Kehl, que investiga a violência contra camponeses.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


Lenha na fogueira
A Comissão de Relações Exteriores da Câmara requereu audiência para debater a crise na Ucrânia, com nomes do Itamaraty (que silencia) e da comunidade ucraniana.


Pe$cado nacional
A Coluna promove hoje em Brasília o seminário Pescado Brasileiro – um grande negócio, com as maiores autoridades do setor e presença de 35 veículos de 24 capitais.


Congresso x Petrobras
A Petrobras acumula casos suspeitos que estavam na mira do Congresso Nacional há anos. Além da suposta propina no aluguel de navios-plataformas, a Comissão Externa suprapartidária liderada pela ala insatisfeita do PMDB vai investigar a compra por US$ 1 bilhão da refinaria em Pasadena (EUA), com valor de mercado em US$ 100 milhões.


Pauta cheia
Outros casos já levantados: a propalada autossuficiência em 2003, por Lula, até hoje é folclore; o loteamento político de diretorias para PT, PTB e PMDB; a perda de valor de mercado; a baixa das ações que causaram prejuízos a quem investiu seu FGTS.


Fundo (do poço)
O uso do FGTS para compra de ações é traumático para quem comprou ações da petroleira e as viram virar pó – em vez de óleo. Funcionários perderam. Até políticos, como Paulinho da Força (SDD), que diz ter investido R$ 60 mil e hoje tem R$ 20 mil.


Alvo eleitoral
A senadora Gleisi Hoffmann lembrou no Senado que moram 500 mil ucranianos no Brasil, 80% deles no Paraná, e que torce para que haja solução pacífica.

Mundo cruel
Enquanto haitianos sobrevivem com suas mazelas, a comitiva presidencial foi vista em cinco Mercedes e em hotel de luxo em Roma, durante na nomeação de cardeais.


Despedida do Haiti
Aliás, a ONU avisou ao Brasil que será reformulada a MINUSTAH, união das forças militares de países aliados há 10 anos no Haiti, com ocupação após o terremoto. O Exército brasileiro deve diminuir o contingente em operação no país caribenho.


GSI x CCAI
Partirá da Secretaria Geral do Senado a autorização para incluir três militares do GSI na secretaria da CCAI – Comissão de Controle das Atividades de Inteligência. Os militares não confiam nos políticos que terão acesso aos dossiês sigilosos de espionagem.


PIB capixaba
A despeito da economia apertada, o PIB do Espírito Santo se reúne dia 26 para evento da Vieira & Rosenberg Consultores em Vitória. O economista Marcos Troyjo, do BRICLab da Columbia (NY), será o palestrante sobre cenários macroeconômicos.


Mineirices
O presidente do PSDB mineiro, Marcus Pestana, investe no racha do PMDB. Ofereceu a vice de Pimenta da Veiga – enquanto Fernando Pimentel (PT) também avança. Parte da legenda apoia insatisfação do deputado Leo Quintão, rifado para ministério.


(In)justiça do Jaleco
Uma liminar da Justiça concedeu habeas corpus a dois médicos acusados de tráfico de órgãos na morte do garoto Paulo Pavesi, em 2000, em Poços de Caldas (MG).

Guerra & Fé

A missa do alto tucanato para homenagem a Sérgio Guerra foi marcada para 8 de abril, às 19h30, na Catedral de Brasília. Ontem houve celebrações no Recife e em São Paulo.

Ponto final
O racha no PMDB é fato. A dúvida cruel da base governista é quem está insuflando a turma: Aécio Neves, Sérgio Cabral ou o Eduardo Cunha é esse todo-poderoso?
______________________________
Com Luana Lopes e Equipe DF e SP

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente