PUBLICIDADE
Notícias

Rio abre CPI do Vandalismo em clima de campanha

11:16 | 14/02/2014

A CPI do Vandalismo, protocolada ontem na Assembleia Legislativa do Rio, com 41 assinaturas, vai ser instalada e pretende cercar o PSOL, o PR e o PT. Os deputados vão pedir a quebra de sigilos fiscal e telefônico de dois ativistas: Elisa Quadros, a Sininho, e Sebastião Machado Jr, o Nayt, suspeitos de ligação direta com dois deputados, o federal Garotinho (PR) e o estadual Marcelo Freixo (PSOL), respectivamente. O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), colocou a tropa de choque política em ação.

Tiro certo
Se as investigações da Polícia e da CPI provarem que houve financiamento partidário, o foguete que matou o cinegrafista da Band pode mudar, e muito, o cenário eleitoral.

Turma do contra

Para aliados de Cabral, a investigação sobre financiamento de partidos para black blocs é a chance que ele terá de se vingar dos que apostam no ‘quanto pior, melhor’.

É com a polícia
Deputados de Cabral têm informações de que Sininho ligou para Freixo dezenas de vezes durante os últimos protestos. O socialista nega qualquer relação com ela.

Ser ou não ser (ex)
Alvo da PGR e do STF sobre crime de Caixa 2 na campanha de 1998, o deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) jura que não vai renunciar ao mandato. A possível decisão, segundo aliados, tiraria o foco do PSDB nacional às portas da campanha de Aécio, e o livraria do Supremo, porque o processo voltaria para o TJ-MG.

Mineirinho
Eduardo Azeredo viajou ontem à tarde de Brasília para Belo Horizonte e vai sumir da praça por algumas semanas. Ele está de licença médica, após pico de pressão na Terça, quando discursaria no plenário. Há suspeita de que ele renunciaria à ocasião.  

Só online
O Ministério do Planejamento, que elabora diariamente o melhor clipping de notícias em Brasília, soltou informativo de que cessou os serviços desde ontem, por causa de pendência judicial com os jornais.

Terrorismo adversário
Da turma que torce contra: uma recente capa da revista France Football, das mais lidas da Europa, trouxe o título ‘Peur sur le Mondial’, Medo do Mundial. Desancou o País.


Eita, boca!
Comentário de João Pedro Stédile a amigo sem-terra, meio risonho, ontem, embaixo do Palácio do Planalto, logo após o encontro com a presidente Dilma: ‘É, tá difícil..’.

Dominou geral
Forte o lobby religioso na comissão especial do Estatuto da Família. O presidente será o deputado católico Gabriel Chalita (PMDB-SP), e evangélicos disputam relatoria. Foram indicados Marco Feliciano, Pastor Eurico, João Campos; e o católico Eros Biondini.


PL Bateu-Levou

Chegou à CCJ da Câmara o PL 7065/14 de Osmar Serraglio (PMDB-PR), apelidado de Bateu-Levou. Autoriza ‘direito de réplica de partidos políticos de oposição às declarações políticas proferidas por órgão do governo’ na mídia. Aguarda relator.


Trio
Com  a médica que surtou no Piauí ao ver o contra-cheque, já são três os cubanos que abandonaram o ‘Mais Médicos’. Do interior paulista, Ortelio Guerra fugiu para os EUA.  A outra foi a médica Ramona Rodrigues, que fugiu do Pará para o.. DEM de Brasília.


Pré-campanha
Do senador e futuro adversário de campanha, senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), sobre a mensagem da presidenta Dilma na abertura do Ano Legislativo: ‘Foi em clima de Copa do Mundo’, disparou.


Au revoir
Euforia sobre a ida do conceituado Le Cordon Bleu para o porto do Rio, há dois anos, com o início da revitalização. Ideia de Sérgio Cabral, ninguém mais tocou no projeto.

Prêmio
A Litteris Editora lançou o seu concurso nº 600, o Prêmio Literário Matriz da Palavra – O Negro em Prosa e Verso. Mais em www.litteris.com.br


Ponto Final

Se a pré-campanha já está assim, imaginem após a Copa.
______________________________
Com Luana Lopes e Equipe DF e SP

TAGS