PUBLICIDADE
Notícias

"Admiração não é pecado", diz homem da foto com Barbosa

12:00 | 15/02/2014

O ‘amigo’ da foto

O empresário Antônio Mahfuz, que em Novembro tirou foto em Miami com o presidente do STF, Joaquim Barbosa, resolveu quebrar o silêncio. A imagem ganhou as redes sociais e virou polêmica junto a mensaleiros porque Mahfuz, que vive na Flórida desde 2000, já foi condenado e responde a processos no Brasil. Em e-mail enviado ao amigo deputado Moreira Mendes (RO), líder do PSD, Mahfuz desabafa: ‘Admiração não é pecado’. Com apenas 10% da visão após cirurgia, Mahfuz entrou no bar e viu fila para tietar Barbosa. O ministro realmente não o conhecia, como avisou assessor.

Deu fila

A foto foi tirada num restaurante brasileiro em Miami, daí o assédio a Barbosa – que tem apartamento lá. Muitas pessoas pediram autógrafos e fotos, e Barbosa as atendeu.

Barbosa adorou..

‘Como os demais brasileiros, fui fotografado pelo celular’, diz Mahfuz, ‘e nada mais aconteceu’, ‘Todos aplaudiram, numa manifestação popular’.

Memória

Mahfuz tinha rede de lojas em SP, quando faliu e foi condenado a prisão por sonegação de impostos. Ele alega que os processos foram ilegais. Desde então mora nos EUA.

Habeas

Diz que conseguiu habeas corpus em 2007, baseado no Pacto de San Juan da Costa Rica. E que a expressão ‘foragido’ foi criada por ‘tendencioso’ jornal de Ribeirão Preto

Pirâmide será oficial

Num esforço de empresas do setor, foi criada na Câmara a Comissão Especial para Regulamentação do Marketing Multinível (PL 6667/13) – hoje consideradas ‘pirâmides financeiras’. O objetivo é oficializar as operações das mais de 100 que atuam no País, como a TelexFree, alvo de centenas de processos, que agora tem sede no Acre.



Olho neles!

As pirâmides operadas pelas empresas prejudicaram milhares de pessoas, que não tiveram ganhos como prometido. O autor do projeto de regulamentação é o deputado Popó (PRB-BA). O presidente da comissão, o deputado Roberto de Lucena (PV-SP).

Justiça já!
A Organização Repórteres Sem Fronteiras denuncia que se completam dois anos do assassinato dos irmãos jornalistas bolivianos Verónica e Víctor Layme, e os autores, presos, ainda não foram julgados. Foram detidos 10 suspeitos.


Contenção diplomática
Surpresa entre os que almejam o Itamaraty. Concurso aberto só terá 18 vagas para diplomatas, incluindo cota para afrodescendente. Não há para oficial de chancelaria.


Brasiiillll
Uma semana após a Justiça de Minas condenar à prisão os médicos Celso Scafi, Cláudio Carneiro e Sérgio Poli, por tráfico de órgãos, o Conselho Regional de Medicina, por unânimes 42 votos, os absolveu de cassação do registro.


Corporação do Jaleco
O trio foi condenado a penas de 8 a 11 anos de prisão e multa de R$ 1 milhão. Em 2000, em Poços de Caldas (MG), retiraram órgãos do menino Paulo Veronesi ainda vivo, que não sobreviveu. Celso e Cláudio estão detidos. Sérgio é foragido.


Jeito Evo de ser..
É a cara de Evo Morales, admirador dos ditadores Fidel e Chávez (já falecido): negociou secretamente com o governo brasileiro despachar para a Venezuela ou Nicarágua o senador Molina, que se refugiou na Embaixada do Brasil por 450 dias.


Reedição de 2002
O PMDB vai caindo no colo do PSDB. E deve repetir a edição de 2002, quando só parte do partido foi com Lula, e o restante com o tucano Geraldo Alckmin. No Rio, o PMDB, irado com a candidatura de Lindbergh (PT), vai liberar a militância para Aécio Neves.

Bancada da faxina
Servidores terceirizados da limpeza do Senado reclamam: falta detergente para uso nas dependências. Como é notória a sujeira da Casa, em todos os sentidos, o fato é grave.


Papa paraguaio
O Papa Francisco sugeriu, na rádio Vaticano, que a Academia Sueca conceda o Nobel da Paz ‘à mulher paraguaia, por ter salvado a cultura, a Pátria.. heroica!’.
Cotovelada digital

Está nervoso o deputado federal André Vargas (PT-PR), o do gesto dos mensaleiros ao lado do ministro Barbosa. Uma revista pode trazer hoje foto do seu celular, flagrado em diálogo com jornalista, sobre dar uma ‘cotovelada no magistrado’.

Ponto final
Piada na Esplanada dos Ministérios: caiu a estrutura do palco do encontro nacional de quadrilhas. Não havia lugar mais plausível. Calma, é quadrilha junina.. (em fevereiro!)
______________________________
Com Luana Lopes e Equipe DF e SP

TAGS