PUBLICIDADE
Notícias

MTur e Abav fazem feira em São Paulo no mesmo período da BNTM de Fortaleza

08:17 | 02/04/2015
O Ministério do Turismo e a Abav Nacional vão promover, entre os dias 29 e 31 de maio, no Pavilhão das Culturas Brasileiras do Parque Ibirapuera, em São Paulo, a ‘Mostra Viajar’. A proposta da feira é atrair o público consumidor final de produtos turísticos paulista, principal mercado emissor de viajantes para o Nordeste.

Ocorre que o evento acontecerá na mesma época da realização da 24ª edição da BNTM – Brazil National Tourism Mart, que também recebe apoio do MTur. A BNTM 2015 está programada para o período de 27 e 31 de maio, no Centro de Eventos do Ceará, na capital cearense. A finalidade da BNTM é divulgar o Nordeste para o mercado internacional, mas as grandes operadoras nacionais sempre participam da feira nordestina.

No que pese a BNTM ter finalidade diferente da mostra paulista, sendo voltada para atrair estrangeiros para o Nordeste, a presença dos estados nordestinos na feira de São Paulo é fundamental por ser o estado principal emissor de turistas para a região. Nesse caso, em época de crise, investir em duas feiras paralelas aperta no orçamento dos estados do Nordeste.

A expectativa dos organizadores da ‘Mostra Viajar’ (a Promo é a empresa que organizará a feira) é reunir nos três dias do evento cerca de 20 mil visitantes. Segundo a Abav, entre 30 e 50 agências vão estar prontas para comercializar pacotes dos visitantes na feira.

Com o evento, a Abav pretende ocupar a lacuna deixada pelo Salão do Turismo, realizado antigamente pelo Ministério do Turismo (MTur), e que tinha também como foco o consumidor final.

Como atrativo para o consumidor paulista não deixar de viajar pelo Brasil, o MTur vai instalar na feira um cinema 360º multissensorial para divulgar os destinos brasileiros. O Ministério quer desmistificar na feira a imagem de que viajar é para quem tem muito dinheiro. A proposta é ainda valorizar os destinos domésticos, principalmente agora que o valor do dólar está elevado para viagens ao exterior. Uma pena é a coincidência de data com a BNTM de Fortaleza.

Aeroportos de Manaus, Congonhas e Santos Dumont “jamais serão concedidos”, diz Ministro
O ministro da Aviação, Eliseu Padilha, prometeu para daqui a seis meses uma nova rodada de concessões de aeroportos, além desta primeira que ele já havia informado no início da semana. A presidente Dilma deve assinar até o fim da primeira semana de abril o decreto propondo a concessão dos terminais de Porto Alegre, Florianópolis e Salvador.

A confirmação foi feita durante a abertura da segunda edição do Aviação em Debate – Desafios do Setor, quinta-feira, 26/3 . O evento promovido pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), em Brasília (DF), reúniu representantes do setor aéreo para discutir e avaliar o novo cenário no qual a aviação está inserida.

“Temos um lote de nove aeroportos que, à primeira vista, podem ser passíveis de concessão. Começamos os estudos do primeiro lote agora, com Porto Alegre, Salvador e Florianópolis. Daqui a seis meses vamos iniciar os estudos de um novo lote. E até 2018, deveremos ter concedido todos os aeroportos previstos, em número de 15”, revelou Padilha.

Setor hoteleiro planeja investir R$ 12,8 bi até 2020
Estudo elaborado pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) aponta que o setor planeja investir R$ 12,8 bilhões nos próximos seis anos. Com isso, serão 630 novos empreendimentos até 2020, um crescimento de 65%. Já o número de quartos disponíveis passará de 94 mil para 164 mil, uma alta de 75% no mesmo período.

O levantamento mostra ainda que, em 2020, os hotéis serão responsáveis por 100 mil empregos diretos, ante os atuais 64 mil. Os dados também mostram a tendência de aumento de 10 pontos percentuais da participação da categoria de hotéis econômicos na distribuição do mercado, que deve alcançar 40% dos empreendimentos em 2020.

REDE DUTY FREE

A imprensa internacional informa que está próximo de sair a decisão sobre o acordo de compra da italiana World Duty Free pela rede suíça de lojas em aeroportos Dufry por cerca de 3,6 bilhões de euros (US$ 3,92 bilhões). Caso ocorra a negociação, a Dufry passará a ter mais de 2 mil lojas em aeroportos, cruzeiros e outros pontos turísticos. A holding Edizione, da família italiana Benetton, é dona de 50 1% da World Duty Free, uma das principais empresas de duty-free em aeroportos.

TAGS