PUBLICIDADE
Notícias

O Acquário Ceará poderá ser um novo Beach Park

17:40 | 07/01/2015
NULL
NULL
Reter o turista na cidade, para que ele passe pelo menos um dia a mais de sua viagem em Fortaleza. Essa expectativa do novo secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, feita em conversa com este colunista mesmo antes de passar por sua cabeça assumir esta nova missão, norteará o projeto do Acquário Ceará, previsto para começar a operar ainda este ano.

Presume-se, no entanto, que o Acquário não será apenas um equipamento voltado para o aspecto cultural e científico, mas se transformará em novo polo de lazer e entretenimento para o turista que visita Fortaleza, um novo “beach park”, como ele afirmou.

A proposta não é ‘concorrer’ em termos de atratividade com o parque aquático. Mas oferecer ao visitante a opção, de pelo menos um dia de sua estada na cidade, visitar o Aquário e utilizar as áreas de banho e consumir nos restaurantes do equipamento. Ao mesmo tempo proporcionar ao turista a oportunidade de conhecer restaurantes, comprar confecção e circular por outros locais atrativos da capital cearense.

A questão de Fortaleza como ‘cidade dormitório’, onde o turista passa o dia visitando as praias do litoral e chega à noite nos hotéis, cansado e sem ânimo para conhecer novos locais da capital, deve começar a mudar com a chegada do Acquário.

SAC quer acelerar plano de aviação regional

A aviação regional continuará sendo prioridade para a Secretaria de Aviação Civil (SAC). Pelo menos foi o que afirmou o novo ministro da pasta, Eliseu Padilha. Ao receber o cargo do ex-ministro Moreira Franco, Padilha disse que fará de tudo para antecipar o cronograma, que previa para 2017 a construção de 229 dos 270 aeroportos previstos no plano de aviação regional. Ele informou que, além disso, está no plano do governo fazer novas concessões. Padilha não detalhou, entretanto, quais seriam esses aeroportos.

Lançado em 2012 pela presidenta Dilma Rousseff, o plano de aviação regional prevê a construção, reforma ou ampliação de 270 aeroportos. Destes, 229 já estão com projeto em elaboração. Pela previsão inicial, as obras seriam licitadas e iniciadas em 2017 , mas, segundo Padilha, o cronograma poderá ser antecipado para este ano.

De acordo com Padilha, não há ainda posição definida sobre a participação de capital estrangeiro nesses empreendimentos, mas já há, dentro da SAC, estudos nesse sentido. "Para viabilizar a aviação regional, talvez uma das variáveis seja sugerir à presidenta [Dilma Rousseff] rever a disposição do Código Brasileiro de Aeronáutica, que veda essa participação. Por enquanto, são ainda estudos que estão sendo desenvolvidos, e que sequer foram enviados à Casa Civil”, afirmou Padilha.

INFRAERO TERÁ MENOS RECURSOS DA UNIÃO E SERÁ READEQUADA
O novo Secretário de Aviação Civil (SAC), ministro Eliseu Padilha, disse durante a sua posse, que a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), está em fase de transição e que a tendência é usar cada vez menos recursos da União.

“A Infraero tinha um corpo para uma atividade que, em parte, foi transferida com as concessões. Temos de readequar a equação econômica da Infraero, revendo receitas e despesas da empresa.” Segundo fontes do setor, o déficit da estatal está em aproximadamente R$ 500 milhões.

O ministro lembrou que há inclusive um plano de demissão voluntária na Infraero, além de outras medidas, como a criação da Infraero Serviços. “Com 42 anos de experiência e sendo a terceira maior operadora aeroportuária do mundo, a Infraero certamente poderá prestar serviços aqui dentro e no exterior, inclusive com a ajuda de um parceiro internacional”, afirmou.

TAP TRANSPORTOU PELA PRIMEIRA VEZ MAIS DE 11 MILHÕES DE PASSAGEIROS
Através de comunicado enviado à imprensa, a companhia aérea portuguesa TAP informou que transportou em 2014 mais 710 mil passageiros do que no ano anterior, atingindo um total de 11,4 milhões de passageiros, um crescimento de 6,6%, face a 2013. A taxa média de ocupação dos seus aviões (load factor) foi de 80,1%.

A média das companhias aéreas europeias que integram a AEA (Association of European Airlines), registrou no seu conjunto um crescimento de 4,5% no total de passageiros transportados em 2014. A nota da TAP diz ainda que o aumento de passageiros transportados poderia ter sido ainda mais expressivo, uma vez que de janeiro a outubro de 2014 a companhia registrava um crescimento médio consistente de 8%, mas foi prejudicada em função das greves.

NÚMERO DE VIAJANTES PELO MUNDO SUPEROU ESTIMATIVA DA OMT

Um balanço preliminar da Organização Mundial do Turismo mostrou que o número de viajantes cresceu 4,7% pelo mundo e superou a estimativa da própria instituição, podendo e ultrapassar o número de 1,1 bilhão de viajantes.

O Brasil foi o país que liderou a lista dos países sul-americanos no turismo receptivo, amparado pela Copa do Mundo, quando chegou a receber mais de um milhão de visitantes. O relatório completo será publicado ainda este mês.
TAGS