PUBLICIDADE
Checagem O POVO
NOTÍCIA

É falsa a postagem que acusa rapaz de integrar facção criminosa e apoiar Sarto

Página de apoio a Wagner mostra vídeo de um jovem negro comemorando a ida de Sarto ao 2º turno e o aponta como criminoso. Família e amigos do rapaz, que é motoboy, se mobilizaram nas redes para inocentá-lo das acusações

Flávia Oliveira
20:57 | 17/11/2020
Postagem que acusa falsamente um rapaz de ser integrante de facção em Fortaleza circula pelas redes sociais (Foto: Reprodução)
Postagem que acusa falsamente um rapaz de ser integrante de facção em Fortaleza circula pelas redes sociais (Foto: Reprodução)

Uma página de perfil militar no Instagram postou um vídeo no qual um rapaz vestido de camiseta amarela (cor da coligação do candidato do PDT, José Sarto) comemora o resultado da votação das eleições para a Prefeitura de Fortaleza realizada no domingo, 15. No vídeo, o jovem participa de uma carreata e grita “É tropa do Sarto” e em seguida, insulta o candidato Capitão Wagner (Pros), que disputa o segundo turno com Sarto.

O vídeo foi compartilhado na página e até o momento possui quase duas mil curtidas. Na imagem feita com um print do vídeo, se lê os dizeres: “Facções criminosas no apoio do candidato Sarto, pessoas sendo ameaçadas por esses indivíduos pelo simples fato de demonstrarem apoio ao Capitão Wagner” e “Apoio de bandidos é Sarto”. O conteúdo também foi compartilhado pelo WhatsApp em grupos de seguranças privados, acrescentado que o candidato do PDT também estava sendo exaltado por duas facções da Capital. Várias pessoas comentaram a postagem no Instagram desmentindo a afirmação. O rapaz mostrado no vídeo é motoboy e não tem antecedentes criminais. Por motivos de segurança, O POVO opta por não divulgar o nome dele.

Um vizinho do rapaz, que preferiu não se identificar, justificou o uso do termo “tropa” no vídeo: “No bairro em que moramos, tem uma quantidade de pessoas que apoia o Sarto e um vereador X. Outra parte pequena apoia o capitão e um vereador Y. Os vereadores ganharam, só que o X do lado do Sarto teve uma melhor colocação e, querendo ou não, há uma ‘moda’ de chamar algo de tropa e isso não é ligado à facção pois o mesmo termo é usado por vários influenciadores digitais e nem por isso eles são de facção”, critica.

LEIA MAIS: São falsas as postagens afirmando que a votação foi fraudada em Fortaleza

O PDT está acompanhando o rapaz, que segundo relatos de amigos, está muito abalado. Evelyn Gaudencio, membra da executiva estadual da juventude do partido, afirmou que toda a assistência jurídica já está sendo disponibilizada ao rapaz, que registrou Boletim de Ocorrência (B.O) por difamação. “Ele é um jovem trabalhador que teve a sua imagem exposta em páginas policiais como sendo membro de facção criminosa. É inadmissível a forma como ele foi exposto. Repudiamos toda a forma de criminalizar a pele negra e amordaçar a juventude da periferia que é ativa na política”, destacou.

A Coligação Fortaleza Cada Vez Melhor publicou nota afirmando que “se solidariza com o jovem e sua família, e repudia a disseminação de notícias falsas de evidente cunho preconceituoso por parte da campanha adversária com fins politiqueiros, que caluniam e ferem a dignidade humana”.