PUBLICIDADE
Checagem O POVO
NOTÍCIA

É mentira que houve chacina com dezenas de mortos no Bom Jardim

SSPDS afirma que a mensagem compartilhada em grupos de redes sociais é falsa

11:58 | 27/08/2018
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

[FOTO1]

Durante este fim de semana, diversas mensagens sobre uma suposta chacina no bairro Bom Jardim, em Fortaleza, circulavam nas redes sociais. Nos textos compartilhados majoritariamente por grupos de WhatsApp, usuários afirmavam que dezenas de pessoas teriam morrido próximo ao cemitério do bairro atingidas por tiros. Os números informados variavam, chegando até a 40 mortos. De acordo com a apuração do O POVO Online, a informação da chacina é falsa.


A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) emitiu uma nota pela assessoria de imprensa que explica que as informações repassadas pelas redes não são verdadeiras. A pasta atenta ainda para o Artigo 340 do Código Penal, que diz ser passível de pena a comunicação de crimes falsos. A penalidade é de um a seis meses de detenção ou pagamento de multa. 
 
Para checar a veracidade de uma notícia, é importante buscar fontes confiáveis como jornais ou órgãos públicos que têm como confirmar o fato. Procurar saber a data da ocorrência e pedir mais informações para quem está repassando a mensagem são essenciais para descobrir se uma informação é verdadeira ou não.
 
Confira a nota da SSPDS na íntegra
 
“A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) esclarece que as informações acerca de mensagens, divulgadas em redes sociais, sobre uma suposta chacina que teria ocorrido no bairro Bom Jardim, em Fortaleza, não são verdadeiras. É importante que o cidadão esteja atento e não compartilhe ou divulgue relatos incertos. Divulgar material falso é crime.
 
O que diz a Lei: 
 
Comunicação falsa de crime ou de contravenção: Artigo 340 do Código Penal – Provocar ação de autoridade, comunicando-lhe a ocorrência de crime ou de contravenção que sabe não se ter verificado. Pena: detenção, de um a seis meses, ou multa”. 
 
 
Redação O POVO Online 
TAGS