PUBLICIDADE
Noticia

Oito suspeitos de integrar grupo criminoso são presos com arsenal em Uruburetama

Com eles, a Polícia apreendeu mais de cem munições, nove armas de fogo, entre elas uma pistola 9mm de origem turca, e cinco celulares

13:53 | 25/07/2021
Grupo de oito homens presos em Uruburetama estava com armas, munições e celulares.  (Foto: Divulgação/SSPDS)
Grupo de oito homens presos em Uruburetama estava com armas, munições e celulares. (Foto: Divulgação/SSPDS)

Oito homens suspeitos de integrar um grupo criminoso com atuação na região de Uruburetama, no Ceará, foram presos nesse sábado, 24. Com eles, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) apreendeu mais de cem munições, nove armas de fogo, entre elas uma pistola 9mm de origem turca, e cinco celulares. Um dos capturados acabou baleado e quatro se renderam após cerco policial.

Buscas por chefe do grupo criminoso continuam. De acordo com a Polícia, após denúncia sobre um possível confronto que ocorreria entre integrantes de grupos criminosos rivais no bairro Lajeiro, a Polícia começou as diligências. Os suspeitos perceberam a aproximação dos agentes de segurança e atiraram contra eles. Foi acionado reforço e os homens correram em fuga.

A seguir, os policiais foram para um imóvel e montaram um cerco. Nesse primeiro momento, conforme informações da PMCE, foram capturados três homens e apreendida uma pistola 380 e dois revólveres calibre 38, municiados.

Na sequência, os agentes se deslocaram para um segundo endereço. No quintal de uma residência, de acordo com a Polícia, foi encontrado um homem caído ao chão, lesionado a bala. Ao lado dele, estava um revólver calibre 38. O homem foi levado para uma unidade de saúde.

Na terceira frente contra os suspeitos, quatro homens que estavam escondidos em um outro endereço se renderam após o cerco policial. De acordo com informações da PMCE, eles estava com duas pistolas e dois revólveres calibre 38

Os presos foram identificados como Antônio Diogo Pinto Albuquerque, de 22 anos; Antônio Eduardo Oliveira da Silva, 20, com antecedentes por roubo, posse irregular de arma de fogo e crime ambiental; Antônio Mateus Lourenço da Silva, 20, com passagem por tráfico de drogas; Francisco Mateus de Sousa Santos, 21; Francisco Vanderlan de Sousa, 23, com antecedentes por tráfico de drogas e associação para o tráfico; Mário Barbosa de Sousa, 19; Rafael Santos Sousa, 20, com antecedente por tráfico de drogas, e Túlio Gomes Pinto, 32, com antecedente por homicídio.

Buscas por chefe do grupo continuam 

Depois das prisões dos oito suspeitos, as buscas policiais continuam para capturar um homem apontado como chefe do grupo criminoso. Em ações num imóvel em que o alvo poderia estar, os militares encontraram mais um revólver calibre 38.

Ao todo, os agentes apreenderam nove armas, sendo seis revólveres calibre 38 e três pistolas com calibres 7.65, 380 e 9 milímetros, de origem turca. Além disso, foram apreendidos dois carregadores de arma calibre 380 e nove milímetros, munições para calibre 38, 380 e nove milímetros, cinco celulares e a chave de uma motocicleta.

Autuações 

Sob escolta, o grupo foi levado para a Delegacia Regional de Itapipoca da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), onde foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio contra agente de segurança pública, posse e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, violação de domicílio e por integrar organização criminosa. O arsenal também foi apresentado na unidade policial.

Um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil para dar prosseguimento às investigações. A ação teve participação de agentes do Policiamento Ostensivo Geral (POG), do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) e da Força Tática (FT). 

Denúncias 

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101 0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias podem ser feitas também para o número (88) 3673 7042, da Delegacia Regional de Itapipoca. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Guerra Sem Fim

O POVO Mais lança a segunda temporada de Guerra Sem Fim, série original que mergulha no universo das facções no Ceará.

O primeiro episódio desta temporada mostra a realidade das famílias expulsas de casa pelas facçõesRefugiados Urbanos

O segundo episódio mostra a disputa interna no PCC que levou ao surgimento da GDEGDE: como nasce uma facção

O terceiro episódio conta a história do jovem que sonhou suceder o pai na hierarquia da facção, mas encontrou outro caminho pela arte, assim como de outros jovens: Juventude Sobrevivente

Nessa segunda-feira, 19, foi lançado o terceiro episódio da nova temporada: “Juventude sobrevivente” revela casos de jovens que conseguem sobreviver nesses territórios dominados pelo terror por meio da arte. Você confere aqui

 

Assista à primeira temporada 

1ª temporada, episódio 1: A onda de violência

Em janeiro de 2019, as facções criminosas no Ceará se uniram contra as ações rígidas dentro das penitenciárias, gerando a maior onda de violência do Estado. Como isso aconteceu?

Assista aqui

1ª temporada, episódio 2: Tribunais do Crime

O funcionamento interno das facções criminosas no Ceará: como punem seus próprios integrantes?

Assista aqui

1ª temporada, episódio 3: Caminhos do Crime

A entrada em organizações como as facções é um dos caminhos trilhados pelo crime. O que influencia esse cenário? Como é possível fugir do crime?

Assista aqui