PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Novo bondinho chega e tem previsão para voltar a funcionar em julho em Ubajara

Obra é de responsabilidade da Setur e ainda está em processo de finalização

14:41 | 16/05/2019

Parado desde maio de 2015, uma das principais atrações turísticas de Ubajara, o bondinho elétrico, tem previsão de voltar a funcionar ainda este ano, em julho. A informação foi dada pelo secretário do Turismo, Cultura, Meio Ambiente e Esporte do município, Glauber Sousa. Na terça-feira, 14, a cidade recebeu o novo equipamento. Em vídeo divulgado na rede social da Prefeitura, o prefeito Renê de Almeida comemorava a chegada do bondinho.

De acordo com Glauber, as obras, de responsabilidade da Secretaria de Turismo do Ceará (Setur), está em processo de finalização. O mirante, as estruturas metálicas e as plataformas que fazem parte do sistema do bondinho estão recebendo as últimas modificações. Depois disso, o transporte deve passar por testes. Ele diz que a expectativa do município é dobrar a quantidade de visitantes esperados para este ano quando o bondinho voltar a funcionar.

Com o bonde em pleno funcionamento, a cidade costumava receber mais de 100 mil visitantes por ano. No ano passado, Ubajara recebeu 75 mil turistas. No entanto, a parada do bondinho serviu para que o município se reinventasse, segundo Glauber. O Parque Nacional foi mais visitado e a Prefeitura investiu em melhorar as estruturas, fazendo mais trilhas e promovendo encontros culturais nos fins de semana.

A data do retorno do bondinho é esperada também pela população que o utiliza como transporte. Em nota, a Setur informou que as obras de reforma do bondinho estão em fase final e fazem parte do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). Mas não informou data para o bondinho começar a funcionar.

"O Bondinho está recebendo uma completa modernização que tem investimento de R$ 9,8 milhões. A obra conta com renovação das cabines; recuperação da estrutura metálica da estação superior; modernização das estruturas e equipamentos eletrônicos e mecânicos; recuperação da coberta da estação inferior; construção de banheiros nas estações; reforma da estrutura de apoio existente na estação superior; urbanização da estação superior com construção de mirante com rampas de acesso e escadaria. Ao fim dos trabalhos, o bondinho passará por um período de testes e avaliação de funcionamento e também de qualificação da equipe local de condução, segurança e manutenção. Esses testes devem durar aproximadamente três meses. Após esse período, o equipamento será entregue à população", detalha a nota.

Redação O POVO Online