PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Centro Histórico de Sobral terá rede elétrica subterrânea até o fim deste ano

O projeto no município pode ser ponto de partida para que seja feito em outras cidades do Estado

15:05 | 12/06/2020
A área do centro histórico foi tombada como Patrimônio Nacional pelo Iphan em 1999. (Foto: Divulgação/Governo do Ceará)
A área do centro histórico foi tombada como Patrimônio Nacional pelo Iphan em 1999. (Foto: Divulgação/Governo do Ceará)

O Centro Histórico de Sobral passará a ter rede elétrica subterrânea até o fim deste ano, de acordo com nota do Governo do Estado. A obra, realizada em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), fará a substituição da rede aérea existente por uma nova rede de média e baixa tensão subterrânea.

Além do elemento estético, a intervenção pretende ainda, por meio de tecnologias de automação, melhorar o fornecimento de energia do local, evitando sobrecargas e oscilações de energia no município. A tecnologia que será empregada só existe atualmente no Estado em Jericoacoara, no litoral oeste.

A área do centro histórico, composta por 1.247 imóveis, foi tombada como Patrimônio Nacional pelo Iphan, em 12 de agosto de 1999. Em 1997, arquiteto Antonio Carlos Campelo Costa foi contratado pelo então prefeito Cid Gomes para, juntamente com sua equipe, fazer o levantamento e a delimitação de áreas de valor histórico e cultural para Sobral necessários para a solicitação de tombamento junto ao Iphan.

Fotografias, mapeamentos e relatórios embasaram o pedido, aceito por unanimidade pelos conselheiros do Instituto. O patrimônio é rico e variado. Não há uma arquitetura única e, sim, diferentes estilos: colonial (Casa do Capitão-Mor), barroco (Sé Catedral), neoclássico (Teatro São João), art nouveau (residências da rua Lúcia Sabóia) e art déco (agência dos Correios e Telégrafos), entre outros.

Em 2016, a Secretaria das Cidades assinou ordem de serviço para a instalação de 438 postes de iluminação pública no local. Foram investidos R$ 650 mil, por meio de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), conforme noticiou o Blog do Eliomar. Os equipamentos possuem estilo colonial e já faziam parte do projeto de internalização das redes áreas (elétricas e telecomunicações) do Centro.

Modelo para outros municípios

Em nota, o responsável pelo projeto elétrico da Enel Distribuição Ceará, Glauco Valério, afirmou que o projeto servirá de inspiração para outros municípios do Estado. “Sobral será referência para mostrar que grandes cidades passarão a ter logo logo uma rede moderna com inteligência integrada em sua operação. É o marco inicial para começarmos essa evolução”, declarou.

De acordo com o titular da Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra), Lucio Gomes, já foi feita a instalação dos dutos para colocação dos cabos de telefonia e internet e agora começa nova fase da obra em Sobral, destinada à parte elétrica. “Esse projeto vem sendo desenvolvido no município com o objetivo de valorizar aquele trecho da cidade, que guarda um riquíssimo valor histórico e cultural para todos os cearenses”, disse em nota.