PUBLICIDADE
Notícias

Coquetel molotov é arremessado em viatura da Polícia Militar em Sobral

Esse é o segundo atentado registrado na cidade em menos de 24h. Ninguém ficou ferido na ação

22:14 | 14/04/2016
NULL
NULL
Após o ataque ao prédio da Câmara Municipal, criminosos jogaram um coquetel molotov em uma viatura da Polícia Militar (PM) estacionada em frente à 1ª Companhia do 3º Batalhão da Polícia Militar (BPM), em Sobral. As chamas foram apagadas rapidamente. Esse é o segundo atentado registrado na cidade em menos de 24h.

O POVO Online apurou que dois homens em uma moto foram vistos arremessando o artefato explosivo na viatura. Ninguém ficou ferido na ação. A PM está realizando buscas na região para encontrar os responsáveis pela ação criminosa.

Desde o projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa, que visa bloquear o sinal de celulares nos presídios cearenses, ameaças e atentados têm sido registrado no Ceará. Os alvos são torres de telefonia, órgãos públicos e a Polícia.

Em alguns casos, foram deixadas mensagens de ameaça citando o projeto de lei e pichações com as siglas de facções criminosas, como o Primeiro Comando da Capital (PCC), o Comando Vermelho (CV), a Família do Norte (FDN) e a Paz, Justiça e Liberdade (PJL).

Atentado à Câmara

Na madrugada desta quinta, criminosos arremessaram "coquetéis molotov" no prédio da Câmara Municipal de Sobral. Ninguém ficou ferido, e as câmeras de segurança gravaram um suspeito fugindo de motocicleta.

Segurança reforçada em especializada
A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) reforçou a segurança na unidade, após identificar informação sobre uma possível tentativa de resgate de preso na especializada, nesta quinta.

Ameaças
Uma ameaça de bomba no prédio da Contax, no bairro Parreão, foi registrada na tarde desta quarta-feira, 13. O local precisou ser evacuado. Entretanto, policiais do Batalhão de Choque não encontraram nenhum material explosivo após vistoria.

Duas torres de telefonias também foram atacadas. Em Caucaia, na localidade Boqueirão do Arara, a sala de controle do equipamento foi incendiada e uma mensagem foi pichada no muro, justificando o ato como uma represália ao projeto de lei sobre o bloqueio do sinal de celulares nos presídios cearenses. Em Fortaleza, uma antena de telefonia foi incendiada no bairro Granja Portugal.

No último dia 5, 13 quilos de explosivos foram recolhidos de um carro estacionado ao lado da Assembleia Legislativa. A bomba atingiria alvos num raio de até 50 metros.
TAGS