PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Dois suspeitos de envolvimento no ataque a banco em Salitre são presos em Pernambuco

Uma equipe da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) foi a Pernambuco, para acompanhar os procedimentos relacionados à ação

21:30 | 31/07/2019
Suspeitos de ação em Salitre foram presos com 78 bananas de dinamite e outros equipamentos
Suspeitos de ação em Salitre foram presos com 78 bananas de dinamite e outros equipamentos (Foto: Divulgação/PMPE)

Dois homens suspeitos de participarem do grupo que roubou uma agência bancária no município de Salitre,  a 520 km de Fortaleza, foram presos nessa terça-feira, 30. Luiz Carlos Oliveira Gonçalves, de 35 anos, e José Elson Oliveira da Conceição, de 33 anos, foram capturados pela Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) em Petrolina, no interior do Estado. Uma equipe da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) foi a Pernambuco, para acompanhar os procedimentos relacionados à ação.

Leia mais: Quadrilha explode agência bancária em Salitre, no Cariri

De acordo com as informações obtidas pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os suspeitos trafegavam pela BR-428, que corta o município de Petrolina, onde foram parados em uma barreira policial. Uma revista foi realizada nos dois e no veículo em que estavam, uma caminhonete de modelo Ford Ranger. Nesta busca, foram encontrados R$ 40 mil em espécie.

Os suspeitos foram, então, conduzidos pela Polícia para a região de Araripina, onde foram encontrados em uma residência explosivos, ferramentas e outros materiais que seriam utilizados pelo grupo em ações contra instituições financeiras.

No total, foram apreendidas 78 bananas de dinamites, uma marreta, um pé de cabra e um recipiente contendo grampos, que são atirados no chão pelos criminosos durante a fuga, para furar os pneus das viaturas e dificultar o trabalho de equipes policiais.

Com base no que foi encontrado, Luiz Carlos e José Elson foram levados para a delegacia de Polícia Civil em Araripina. Os dois foram autuados por roubo, associação criminosa e pelo armazenamento de material explosivo. O caso foi transferido para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da PCCE, que irá dar continuidade às investigações, com o objetivo de capturar os demais envolvidos no grupo.

Denúncias

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS); ou ainda para os números (85) 3101-1140 e 3101-1141, da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). O sigilo e o anonimato são garantidos.