PUBLICIDADE
Notícias

Padre é afastado após acusação de manter relacionamento com adolescente

O sacerdote foi afastado na última quinta-feira, 19, e deve ser ouvido na próxima semana. A adolescente deve falar com o Conselho Tutelar antes de prestar depoimento para a Polícia

16:10 | 24/05/2016
Um padre está sendo acusado de manter um relacionamento com uma adolescente de 15 anos. A relação teria resultado em gravidez. O caso aconteceu em Quixeramobim, a 206,1 km de Fortaleza. As primeiras informações apontam que ele foi afastado na última quinta-feira, 19, e aguarda o julgamento do Vaticano.
 
O POVO Online apurou que o caso teria começado quando a jovem, que já está no quinto mês de gravidez, tinha apenas 14 anos. De acordo com uma fonte próxima da Paróquia de São Francisco, que pediu para não ser identificada, a informação havia se espalhado há meses pela cidade. 
 
Ainda segundo O POVO Online apurou, na última sexta-feira, 20, o padre teria chegado à Diocese de Quixadá, que atende a paróquia, e se instalou no Seminário, onde, segundo informações, ficam os sacerdotes afastados. O Vigário Geral da Diocese, que atende no lugar de Dom Ângelo Pignoli, Bispo responsável, foi procurado pela reportagem, mas não houve atendimento.
 
Dom Ângelo Pignoli esteve na paróquia no domingo, 22, para conversar com os fieis da cidade. Populares estariam cobrando explicações sobre o episódio.

O padre acusado confirmou ao O POVO Online que está afastado no Seminário, mas disse que prefere não comentar o ocorrido, pois "isso está sendo resolvido".

O delegado Salviano de Pádua Saldanha, da Delegacia de Polícia Civil de Quixeramobim, informou que o Conselho Tutelar foi acionado para ouvir a jovem e que o inquérito será instalado na próxima sexta-feira, 27. "A mãe está muito abalada psicologicamente e eu não quis trazê-la aqui antes de ela estar preparada. É um caso muito delicado", comentou. "Na próxima semana vamos ouvir o padre". 
 
O POVO Online tentou entrar em contato com o Conselho Tutelar do Município, mas as ligações não foram atendidas. 

Redação O POVO Online
TAGS