PUBLICIDADE
Notícias

Polícia prende grupo suspeito de faturar R$ 1,5 milhão com golpes bancários no Ceará

Polícia Civil apreendeu ainda três veículos, joias, relógios e talões de cheque e conseguiu o sequestro de um imóvel de luxo

09:38 | 26/05/2017
Imagem da casa de luxo do grupo criminoso
Imagem da casa de luxo do grupo criminoso

[FOTO1] 

Quatro pessoas foram presas nessa quinta-feira, 25, em Quixadá, suspeitas de envolvimento em esquema de estelionato e lavagem de dinheiro. A quadrilha chegava a movimentar R$ 1,5 milhão por mês com golpes em agências bancárias, conforme a investigação policial que resultou na operação "Ostentação".

Segundo o delegado Marcus Vinicius, os suspeitos viviam na cidade como empresários bem-sucedidos, "quando na realidade estavam enriquecendo de forma ilícita". A Polícia Civil apreendeu três veículos, joias, relógios e talões de cheque e conseguiu o sequestro (tipo de medida cautelar de apreensão de bens) de um imóvel de luxo, localizado no bairro Curicaca.

Foram presos Marcílio Jorge da Silva Cavalcante, 39, Marilianny Patricio Nobre, 30, - apontados pela Polícia como "chefes" do esquema - Osmildo Pereira Brito Neto, 27, e Jone Kello da Silveira Lemos, 29.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que Osmildo atuava buscando "laranjas" que emprestariam contas bancárias; já Jone seria uma dessas pessoas que empresta seu nome para esconder os crimes.

Redação O POVO Online

TAGS